Início » Noticia » Seel irá distribuir máscaras para alunos do Gol do Brasil em Belém
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Seel irá distribuir máscaras para alunos do Gol do Brasil em Belém

Localização

Brasil
BR

Duzentos e quarenta máscaras serão distribuídas para os alunos do projeto Gol do Brasil. A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) conduz o trabalho, em Belém, em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), idealizadora da escolinha de futebol, visando incentivar aos participantes e responsáveis a importância a manter os cuidados contra a proliferação da Covid-19. A ação será realizada nesta terça-feira (1), a partir das 9h, no Centro da Juventude (Ceju).

De acordo com Júlio Vieira, coordenador Regional do projeto, a produção das máscaras, feitas sob encomenda, serve para contribuir com a saúde dos alunos, familiares e professores, além de manter a segurança dos envolvidos durante as atividades.

“Nossos alunos precisam estar seguros para realizar as atividades. Precisamos ter certeza que poderão realizar as atividades sem problema algum e incentivá-los a serem conscientes e cuidar um dos outros, pois quando um se cuida, polpa a si mesmo e quem está em volta”, pondera o coordenador.

Na ocasião, pais ou responsáveis também receberão um Questionário de Prontidão para Atividade Física (PAR-Q), que deverá ser utilizado com objetivo de determinar a necessidade de consulta médica antes do início das atividades físicas ou testes de aptidão física, que já estão sendo estudadas para o retorno das aulas presenciais.

Aulas Remotas - Semanalmente, os professores enviam treinos que abordam as competências e habilidades da vida, as quais promovem o desenvolvimento pessoal. Por sua vez, os alunos registram os exercícios.

Gol do Brasil - O projeto atende crianças e adolescentes da rede de ensino pública, entre 6 a 17 anos, que residem nos bairros próximos ao Ceju, local das aulas. Além de jogar futebol, os jovens aprendem em aulas teóricas valores propagados pelo projeto, como as dez habilidades para a vida, estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

As aulas são ministradas por professores treinados pela CBF, os 240 participantes aprendem aspectos técnicos e didáticos, adequado para cada faixa etária, reconhecendo a evolução individual de cada aluno.

 

imagem: