Início >> Noticia >> Oeste paraense ganha dois núcleos de prática de canoagem
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Oeste paraense ganha dois núcleos de prática de canoagem

Localização

Brasil
BR

A canoagem paraense recebeu um grande incentivo neste fim de semana. A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) inaugurou em Santarém e em Oriximiná o projeto Pará Aquático, que visa o desenvolvimento da canoagem de velocidade, assim como a socialização e formação de adolescentes e jovens. Cada núcleo recebeu dez caiaques, dez remos, 12 coletes e três raias de 200 metros.

- O Pará Aquático chega para não só formar novos atletas para a canoagem, mas também para o fortalecimento da cidadania por meio da prática esportiva. A implantação desses dois núcleos é com certeza um marco na modalidade dentro do Estado - ressaltou a titular da Seel, Renilce Nicodemos, destacando esporte é vida, e ajudar na formação de adolescentes é missão da Seel.

Em Santarém, a execução do projeto ficará sob a supervisão do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiro Militar (GBM) do município, com o apoio da Associação Santarena de Canoagem e Ecologia (Ascae).  As aulas ocorrerão no Iate Clube, às margens do Rio Tapajós, local de lançamento do projeto na sexta-feira (4).  O lugar foi escolhido por já possuir estrutura e ser propício à prática de esportes aquáticos.

- Esse projeto possui um cunho social muito forte, ainda mais por trabalhar com adolescentes. É uma oportunidade de tirá-los da vulnerabilidade. Além, claro, de ser uma forma de descobrir novos talentos - afirmou o tenente coronel Luís Cláudio, comandante do 4º GBM.

Já em Oriximiná, a prefeitura será a responsável pela gerência do núcleo. As aulas ocorrerão no mesmo lugar do lançamento, que aconteceu neste sábado (5), no lago do Iripixi. O local foi indicado por ser uma área de navegabilidade adequada à pratica da canoagem de velocidade, ou seja, possui menor fluxo de embarcações e menos ondulações.

- É um privilégio ser um polo desse projeto. Temos um grande potencial natural a nosso favor, vamos utilizar os nossos rios para formar grandes atletas e cidadãos. Os oriximinaenses só têm a ganhar. Espero ver nossos adolescentes e jovens atletas fortalecendo o esporte do estado e trazendo várias conquistas - comemorou o prefeito de Oriximiná, Antônio Odinélio da Silva.

O Pará Aquático é totalmente gratuito e contempla adolescentes e jovens, de 13 a 18 anos, de ambos os sexos. No total, serão 80 alunos por núcleo.  A Ana Beatriz Carvalho, 13 anos, frequenta o sétimo ano na Escola Municipal Santa Maria Goreth e pretende ser uma dessas alunas.

- Quero trazer vitórias para o Pará. Vou me dedicar bastante para aprender e chegar nas grandes competições nacionais. Quero chegar no topo da canoagem de velocidade. Quero ser campeã - disse Ana Beatriz, de Oriximiná.

A Seel irá implantar o projeto em mais cinco municípios, ainda em 2017. No Marajó, Soure e Portel, no Xingu, em Senador José Porfírio, no Baixo Tocantins, em Abaetetuba, e na região do Rio Capim será em São Domingos do Capim.

imagem: