Início >> Noticia >> Campeões mirins de Jiu-jitsu conhecem o Mangueirão
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Campeões mirins de Jiu-jitsu conhecem o Mangueirão

Localização

Brasil
BR

 

A tarde desta sexta-feira (1°) foi de alegria para José Luciano Melo, 8 anos, Fabrício Daniel Azevedo, 11 anos e Adrian Thiago Cordovil, de 13 anos. Acostumados às vitórias nos tatames, os três atletas de jiu-jitsu se encantaram com o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em uma visita guiada por acadêmicos do curso de Turismo através do Projeto de Extensão “Centro de Visitação” que é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) com apoio da Universidade Federal do Pará (Ufpa), visando proporcionar ao visitante a experiência de conhecer os locais que ficam restritos em dias de jogos.

Para José Luciano Melo, que compete pela categoria infantil A, o que mais chamou a atenção não foi o gramado. “Achei muito legal vir aqui e o que mais me chamou a atenção foi o vestiário, que tem banheiras enormes”, disse o menino.

Já para Thiago, competidor na categoria Juvenil A, tudo no estádio é bem diferente do que costuma ver pela TV em dia de jogo. “É tudo muito grande aqui e o campo parece muito maior”, se surpreendeu o jovem atleta.

Único do trio que esteve anteriormente no estádio, Fabrício, que compete na categoria Infantil B, afirmou quem, da arquibancada, a visão é muito diferente. “Eu já estive aqui antes, vendo jogo da arquibancada, mas agora, assim, de tão perto, me parece tudo muito diferente, o gramado é muito grande”, comparou Fabrício.

Também acompanharam a visita o professor da modalidade Jony Melo, Luciene Melo e Josias Freitas, que fazem parte do projeto social Mente Ocupada Tapioca, que iniciou atividades em 2016 e hoje atende a aproximadamente 200 crianças, de 4 a 14 anos, em um espaço no conjunto Benjamin Sodré, Parque Verde, em Belém.

Na ocasião, o treinador e atleta de jiu jitsu Jony Melo fez uma apresentação do projeto social, idealizado por ele ao secretário-adjunto da Seel, Vitor Borges e para o diretor do EOP, Adélio Mendes. “Apresentamos o projeto, e os meninos que são os três melhores do ranking do ranking Amazon Pro Esporte, em suas categorias, com o objetivo de, futuramente, buscar apoio em competições”, explicou o treinador.

É de responsabilidade da Seel a gestão do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão. O estádio foi inaugurado em 1978 e depois reinaugurado em maio de 2002. “Com satisfação recebemos a visita desses meninos que têm um excelente resultado na modalidade e que dois deles nunca haviam entrado aqui e podemos ver que o projeto tem um papel de inclusão social, pois muitas crianças não têm condições de pagar uma escola particular para a prática esportiva”, enfatizou o diretor do EOP, Adélio Mendes.

Para quem quiser visitar o Estádio Olímpico do Pará, os horários disponíveis são de 8h30 às 12h e das 14h às 16h30, de segunda a sexta, exceto feriado e em dias de jogos, obedecendo a uma quantidade máxima de 50 pessoas por grupo. O agendamento das visitas deve ser solicitado pelo e-mail visitamangueirao@gmail.com. Mais informações: (91) 3131-2850.

 

imagem: