Seleção Olímpica do Brasil chega a Belém para amistoso domingo no Mangueirão

A Seleção Olímpica Brasileira já está em Belém. Os jogadores desembarcaram na tarde desta quinta-feira (12) na capital paraense, onde enfrentam em partida amistosa os Estados Unidos. Em entrevista coletiva, os jogadores Valdivia, Kenedy e Marlon prometeram repetir a boa atuação diante dos americanos, que venceram por 2 a 1, no estádio Ilha do Retiro, no Recife (PE). O jogo em Belém, último amistoso da Seleção Olímpica em 2015, está marcado para domingo (15), às 17h, no Estádio Olímpico do Pará. Os ingressos estão à venda nas bilheterias da Curuzu, Baenão e Mangueirão e na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), na Rua Paes e Souza, no bairro do Guamá.

As seleções do Brasil e Estados Unidos chegaram por volta das 15h40. As delegações embarcaram diretamente nos ônibus que foram posicionados na pista do aeroporto internacional de Belém. Comboio da Polícia Militar e Polícia Federal acompanhou as equipes até os hotéis no centro de Belém. No fim da tarde, por volta das 18h30, alguns jogadores que não atuaram no jogo da última terça-feira participaram de um treino leve com bola e falaram com a imprensa. O técnico da Seleção, Rogério Micali, fala com os jornalistas a partir desta sexta-feira (13).

O zagueiro Marlon, que atua no Fluminense, fez comentários sobre a participação da torcida paraense. O jogador já esteve em Belém em partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro B enfrentando o Paysandu. "Sabemos da paixão do torcedor paraense. Por isso, esperamos casa cheia no domingo. Vamos precisar desse apoio para enfrentar a Seleção Americana", disse.

Sobre a derrota do Brasil para a Alemanha na última Copa do Mundo, o zagueiro do Fluminense disse que é um assunto do passado e que agora a atenção está voltada para as Olimpíadas, em 2016, no Rio de Janeiro. Ainda sobre a troca de Rogério Micali por Dunga, técnico da Seleção Principal, o zagueiro carioca disse que não haverá diferença, uma vez que a filosofia de trabalho é a mesma.

Para o meia-atacante Valdivia, do Internacional (RS), o fato de estar na Seleção Sub-23 pode abrir caminho à Seleção Principal. "Todos têm oportunidade", afirmou. Sobre o jogo contra os Estados Unidos, o jogador disse que será um bom jogo e que o Brasil vai fazer tudo para sair vitorioso de Belém. Ainda falando de renovação da Seleção Brasileira, Kenedy, que também atua no Fluminense, disse que vestir a camisa da Seleção Brasileira é uma honra.

Agenda – Antes de Belém, a Seleção Olímpica jogou em Manaus (AM) e no Recife (PE). A programação no Pará será apenas de musculação em academia e treino no estádio da Curuzu. Todos esses pontos estarão fechados ao público. Mesmo assim, alguns pequenos torcedores querem ver de perto os jogadores. Os estudantes Lucas Bussi, Leo Lopes, Ray Gomes e Davi Luiz Viana aguardaram desde às 13h desta quinta-feira (12) a chegada dos jogadores. O grupo foi ver os craques Gabriel dos Santos, o "Gabgol", do Santos, Gabriel de Jesus, do Palmeiras, Lucas Silva, do Real Madri, e Valdivia, do Internacional, entre outros nomes. "Não deu para ver agora, mas vamos ao jogo domingo", disse Lucas Bussi.

Os ingressos continuam à venda. São 35 mil no total, ao preço de R$ 80 (cadeira) e R$ 40 (arquibancada), com direito à meia-entrada. Para trazer o jogo da Seleção Olímpica ao Pará, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), trabalha em parceria com a Federação Paraense de Futebol. Desde o início da semana, as equipes de operações, logística e de segurança da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estão sendo atendidas pela diretoria do Mangueirão. Todos os ajustes solicitados já foram encaminhados e a previsão é para um grande espetáculo.

Fotos: Anderson Silva / Agência Pará de Notícia