Seel renova campanha de Pacto de Paz em 2016

A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) renovará as ações da campanha Pacto de Paz, que visa manter a ordem e a segurança no Estádio Olímpico do Pará durante a temporada de 2016. O Mangueirão deverá receber os jogos do Parazão, Copa Verde, Copa do Brasil e os Campeonatos Brasileiros da Série B e C, que na avaliação da diretora Cláudia Moura, vai mobilizar milhares de pessoas a cada rodada de jogos. A campanha Pacto de Paz completou dois anos em 2016 e deverá ser relançada durante o jogo de Remo e Águia de Marabá, no próximo domingo, dia 31, a partir das 16h. “Queremos retomar a ideia sobre a importância da paz nos estádios. O futebol é uma festa que congrega milhares e a Seel tem o compromisso de manter a ordem e a paz para que os torcedores e seus familiares possam aproveitar o momento de lazer dentro do Mangueirão”, disse a secretária na manhã desta quarta-feira, 27.

A primeira fase da campanha foi lançada em 2014 durante o jogo Remo e Paysandu com apoio da Federação Paraense de Futebol (FPF). Naquela ocasião, foi organizada uma programação especial com participação de vários atletas, jogadores e desfile esportivo. “A proposta principal é promover a sensação de segurança ao torcedor”, explicou a secretária. Uma pomba branca, símbolo da campanha, foi solta antes do clássico. Para garantir a segurança da torcida, a Seel, em parceria com órgãos de trânsito e segurança, está montando um esquema especial para acesso do torcedor no próximo domingo.

A Polícia Militar vai disponibilizar um efetivo de 250 homens e o Corpo de Bombeiros atuará com 60. Por arte da Seel, os preparativos estão sendo finalizados com obras de recuperação do gramado, serviços de pintura e da parte elétrica do estádio. “Estamos trabalhando com serviços de manutenção, já que o Mangueirão é uma praça esportiva publica e que deve sempre estar de acordo com os padrões internacionais e à disposição dos clubes para realização de seus jogos”, explicou a diretora Cláudia Moura. Os laudos técnicos emitidos pelos Bombeiros e Polícia Militar ainda estão em vigência até o mês de março.

 

 

Ascom/Seel

3201-2322