Seel e UFPA abrem Mangueirão para visitação turística

A Secretaria de Esporte e Lazer (Seel) e a Universidade Federal do Pará lançaram na manhã desta segunda-feira, 2, o projeto Centro de Visitação Estádio Olímpico Edgar Proença. A ação torna oficialmente o Mangueirão como novo ponto turístico da capital paraense e deu largada para criação do Museu do Futebol. O lançamento foi meio a festa de 12 anos do estádio como praça olímpica e 17 anos de fundação da Seel. A secretária Renilce Nicodemos agradeceu a parceria e se dispôs a continuar colaborando para o crescimento dos segmentos do esporte e turismo no Pará. As crianças da Fundação Pro Paz e as idosas do Projeto Vida Ativa fizeram a programação festiva, que encerrou com almoço e sorteio de brindes para os servidores da Seel.

O projeto do Centro de visitação do Mangueirão já está em vigor. Os interessados podem enviar solicitação de visitas à direção do Mangueirão que vai agendar os melhores dias e horários. Para o professor Carlos Maciel, coordenador do Centro de Ciências Aplicadas da UFPA, ao qual está vinculada a faculdade de Turismo, a parceria com o Governo do Estado é uma excelente oportunidade para que os estudantes universitários possam colocar em prática o conhecimento acadêmico. Ele destacou não só o turismo, mas administração, economia, ciências contábeis entre outros como referências para abertura de novos convênios e capacitação.

A Universidade, ainda segundo o professor, precisava desse novo modelo para dar fôlego à sua decisão de que 20% da carga horária dos estudantes seriam destinadas ao contexto de extensão, ou seja, de sair da universidade e partir para dentro das empresas públicas ou particulares. “É a aproximação com a sociedade”, disse ele durante a programação no Mangueirão. “Outro ponto importante é que o convênio qualifica o estudante. O Estado do Pará agradece pela iniciativa”, completou.

As professoras Vânia Quadros e Helena Dóris, da faculdade de Turismo da UFPA, também acompanharam a solenidade oficial de abertura do Mangueirão como centro de visitação turística. A professora Helena Dóris disse que o momento é singular, uma vez que o paraense precisa mudar a concepção de que turismo é feito só para visitantes. “Muito pelo contrário, o turismo é para todos, e poder mostrar o Mangueirão até para os moradores que residem em sua volta é maravilhoso”, destacou, acrescentando ainda que essa nova concepção da faculdade de turismo tem favorecido grupos de idosos do projeto Vida Ativa, que por meio de visitas monitoradas, tem conhecido os lugares mais populares de Belém como Mangal das Garças, Feliz Lusitânia e Cinema Olympia. “Isso mostra o quanto é importante esse momento. O Mangueirão agora vai entrar nesse roteiro para ser mostrado por dentro e por fora”, completou.

Até chegar o lançamento oficial do projeto, UFPA e Seel deram muitos passos. A Universidade publicou um edital pela Pro Reitoria de Extensão que vai cobrir a primeira fase do projeto, depois serão desenvolvidas mais pesquisas e por fim a criação do Museu do Futebol. O projeto, segundo explicou a professora Vânia Quadros, terá duração de um ano podendo ser renovado por mais um. O trabalho de visita monitorada será desenvolvido por três estudantes de Turismo da UFPA.

Festa – Para marcar a data, a secretária Renilce Nicodemos e os professores da UFPA fizeram a primeira visita monitorada dentro do Mangueirão. Antes disso, a festa abriu com programação religiosa com o pastor Walter Vieira. Em seguida, as idosas do projeto Vida Ativa fizeram uma apresentação de dança e a Fundação Pro Paz (polo Mangueirão) apresentou número de percussão com instrumentos criados a partir de material reciclável como garrafões de água mineral, garrafas pets e um tambor em pinho, que substitui o tambor fabricado em tronco de árvore. Os ritmos escolhidos foram o lundu, carimbó e fank.

A diretora do EOP, professora Cláudia Moura, agradeceu a participação da UFPA e diz estar pronta para receber os visitantes. “Estamos de portas abertas”, destacou. Nesta terça-feira, 3, o Mangueirão será palco da primeira partida da final da Copa Verde. O jogo Paysandu e Gama (DF) será as 20h30.

 

Serviços
Estádio Olímpico do Pará – Mangueirão
Rodovia Augusto Montenegro – S/N
Telefone – 3131-2852