Seel convoca turma da terceira idade para projeto Vida Ativa

O projeto Vida Ativa na Terceira Idade, desenvolvido em quatro polos na cidade de Belém, está com as inscrições abertas para o segundo semestre de 2015. O projeto é mantido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e foi criado em 1999 como forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas com idade acima de 50 anos. O período de matrícula vai de 10 a 14 de agosto para os alunos antigos; de 17 a 21 para os novos alunos. As aulas começam dia 25 e ninguém paga nada pelo atendimento. Os documentos necessários para matrícula são cópia da identidade, do comprovante de endereço, uma fotografia 3x4 e um atestado médico acompanhado de laudo do cardiologista.

Os locais de inscrições são: Tuna Luso Brasileira, à Avenida Almirante Barroso, de terça a sexta-feira, no horário de 7h30 às 11h30 e de 14h às 18h. No Grêmio Literário Português, na rodovia Augusto Montenegro, as inscrições são 3ª e 5ª feiras pela manhã e tarde. Na Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa Paraense (Asalp), na rodovia Mário Covas, o atendimento é de 8h às 12h. No Estádio Olímpico Mangueirão, os interessados podem procurar atendimento às 3º e 5º feiras sempre pelo horário da manhã.

A coordenadora do projeto, professora Kátia Rocha, avisa que qualquer pessoa pode participar, mas precisa levar os documentos exigidos, sobretudo o laudo do cardiologista. As modalidades praticadas no projeto são alongamento, dança, voleibol, natação, aerodança e yoga. O projeto também trabalha a interação do idoso com programação festiva como bailes de carnaval, festa junina, passeios entre outros. Cerca de 900 pessoas são atendidas pelo projeto na Região Metropolitana de Belém.

Interiorização - A Seel quer ampliar os núcleos de atendimento do projeto Vida Ativa na Terceira Idade em várias cidades do interior do Estado. Para isso, a secretária Renilce Nicodemos está estudando propostas dos municípios interessados em compor parceria com a Seel para avançar com as ações das políticas de atenção aos idosos. “Precisamos formalizar parceria com os municípios. A meta é crescer cada vez mais com atenção especial às pessoas da terceira idade”, destacou.

 

Tags: