"Realeza Negra" dá título a Rainha da Terceira Idade

Fantasiada de "Realeza Negra", a dona de casa Maria José Pacheco Cancio, de 63, anos foi eleita a Rainha das Rainhas do Carnaval da Terceira Idade de 2016. A coroação foi na noite desta quarta-feira,3, durante o XVI Baile de Carnaval do projeto Vida Ativa, da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel). A festa é uma das mais tradicionais da folia paraense com mais de quatro mil foliões representantes de instituições que trabalham a melhoria da qualidade de vida da pessoa com idade acima de 50 anos. A primeira princesa foi Angela Maria Machado, 61, da Associação Paraense de Alzheimer, e a segunda princesa foi Maria José Souza Rocha, 64, do Lions Club de Icoaraci. A nova rainha fez questão de agradecer o apoio da família e dos amigos que formaram uma torcida animada. A secretária Renilce Nicodemos não escondeu a emoção e agradeceu ao govenador Simão Jatene e a primeira Ana Jatene pelo apoio recebido. "O governador mandou um beijo no coração de cada um de vocês, e eu só tenho a agradecer a ele a equipe da Seel pelo sucesso dessa festa", disse.

O baile começou por volta das 16h. O cantor Eloi Iglesias e a banda Mocotó Elétrico comandaram a alegria dos foliões. Antes de subir ao palco, Iglesias fez questão de dizer que se apresentar para o público da terceira idade é um momento muito especial. "Eu sou idoso, tenho 60 anos e quarenta de carreira. Eu também procuro aproveitar dos meus direitos e me sinto parte dessa festa. Pra mim é uma honra mito grande", disse o artista ainda no camarim. O baile do Vida Ativa é esperado o ano inteiro. No salão de festa não faltam relatos de brincantes que se preparam durante doze meses. Esse é o caso do grupo do Imaculado Coração de Maria que faz uma "caixinha" para mandar confeccionar a roupa para o baile, segundo informou uma das líderes do grupo Alcimarina Frahia.
Outro grupo que chegou bem cedo ao salão do baile foi do Lions Clube de Icoaraci. "Nosso grupo é muito animado. Participamos desse baile há cinco anos e já fizemos uma rainha nessa festa", disse Olivia Lobato. O grupo de Sesi Ananindeua também estava impecável. Segundo Davi de Oliveira, o Sesi oferece atendimento nas atividades físicas, dança e ações lúdicas. "Participamos desse baile há cinco anos e não tem programação melhor", disse.

Mais de quarenta associações, entidades e grupos da terceira idade participaram do baile este anos. Cinco mil convites foram distribuídos para estas entidades que atuam em Belém, Ananindeua, Marituba, Colares, Mãe do Rio e Ponta de Pedras. A Rainha das Rainhas do Carnaval Tereza Haianne, do Clube dos Advogados, e a primeira princesa, Pamela Pinheiro, do Bancrevea, prestigiaram o evento. A professora Walquiria Alves, representante do Conselho Estadual da Pessoa Idosa também esteve na festa e elogiou o nível de organização e a dimensão do baile. "Está lindo, uma festa maravilhosa, digna dos nossos idosos", disse a professora que foi coordenadora do projeto Vida Ativa.

Rainha - Doze candidatas disputaram o título de mais bela do carnaval da terceira idade. A primeira a entrar na passarela foi Vera Lúcia Coelho, 62, que tentava o bicampeonato para a Associação da Terceira Idade do Curió-Utinga, com a fantasia "Veroka, a sambista". Em seguida vieram as candidatas do CRAS Flor do Campo, Abigail Monteiro Rodrigues, 64, com a fantasia "Princesa do sol"; do CRAS Daniel Reis, Maria de Fátima Costa, 64, com a fantasia "Tanto Riso, Oh quanto alegria"; do 4º CMDPI, Bezilda Carvalho,77, com a fantasia "Mulher Brasileira na terceira Idade em 1º Lugar"; do Lions de Icoaraci, Maria José Rocha, com a fantasia "Carmem Miranda"; Sesi de Ananindeua, Maria de Nazaré, com a fantasia "Cigana na Folia"; Sesc Doca, Maria Emília Nogueira, com a fantasia "Formosa Belém"; Hospital Cynthia Charone, Maria Lina de Oliveira, com a fantasia "O Meu Pará tem sabor de açaí"; da Semads,  Antonia Dilene Vasconcelos, com a fantasia "Gaia, mãe terra pede paz ; Abraz Pará, Angela Maria Machado, 61, com a fantasia "Carmem Miranda estilizada", e a última candidata foi Maria da Conceição, coma fantasia "Realeza Negra".

As candidatas desfilaram individualmente e depois em grupo. O júri foi formado por Rodolgo Gomes, coreógrafo campeão do carnaval 2016; Rudyvaldo Souza, diretor de Harmonia do Rancho Não Posso Me Amofiná; Maria lúcia Azeredo, bailarina e coreógrafa; além de Heitor Pinheiro, secretário de Estado, e Walquiria Alves, do Conselho Estadual da Pessoa Idosa. A candidata do Centro de Convivência Zoé Gueiros, Maria Jose Pacheco Cancio foi eleita a soberana do carnaval com 40 pontos. 

A premiação da Rainha e das princesas foi comandada pela secretária Renilce Nicodemos, que agradeceu aos professores da Seel e, em especial, as diretoras Ana Julia Chermont e Kátia Rocha, pela dedicação e empenho que deram sucesso total ao baile 2016 do projeto Vida Ativa. 
 

Foto: Anderson Silva / Agência Pará

Tags: