Policiais militares participam de maratona no deserto

Dois policiais militares do Estado do Pará participaram de uma das mais duras provas de atletismo do circuito mundial, a Maratona do Deserto do Atakama, realizada na região da cidade de San Pedro do Atakama, no Chile, no dia 13 de novembro. Em meio a 450 competidores, a major Denise Silva foi a 11ª colocada na categoria feminina da faixa etária 40-49 anos e o major Vicente Neto foi o 25º colocado na categoria masculina 40-48 anos. A dupla contou com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), em forma de ajuda de custo.

Foram 42 quilômetros percorridos sob árduas condições de clima e altitude dentro dos parques do deserto mais árido e mais seco do mundo. “Nos preparamos desde fevereiro corendo pelas ruas de Belém, fazendo corridas para se preparar para a nossa primeira prova de atletismo fora do país. Foi uma corrida muito dura, devido à altitude de 2.400m. Além da faltar de ar, o clima é extremamente seco. O nosso maior problema foi mesmo o clima seco e a altitude”, relata Vicente Neto.

Os dois foram os únicos policiais militares a participar da prova chilena. Eles estão há 20 anos participando de provas de pedestrianismo e de corrida e já disputaram 29 corridas em Belém somente este ano. Uma delas foi a Ultra Maratona do Círio, disputada de Castanhal para Belém com percurso de 90 quilômetros, sendo 20km dentro da Cidade Modelo. Outra prova disputada este ano pela dupla foi a maratona de São Paulo.

Segundo major Vicente Neto, a preparação como militar contribui para a carreira de desportista, devido às atividades físicas realizadas regularmente pela corporação. Ele afirma que o treinamento para a prova no deserto chileno foi diferenciado para tentar simular ao máximo as condições da prova: “Nós treinamos das 4h às 6 horas, mas quando se aproximou do dia da Ultra Maratona, passamos a treinar das 10 horas ao meio-dia. Mas não tínhamos como simular em nossa região as condições da prova. Lá, o suor evapora e aqui a a gente fica encharcado.”

Para o militar, o apoio da Seel incentiva a prática esportiva: “É um diferencial esta valorização que a Seel proporciona ao servidor público. Um incentivo ao esporte melhora a nossa auto estima dentro do ambiente de trabalho”, afirma.