Paraenses se preparam ao Mundial

03/10/2016

As caratecas Daniela Tanaka e Iasmin Rodrigues se dedicam com afinco para representar o Pará no Campeonato Mundial de Caratê da World Kickboxing and Karate Association, que vai ser disputado este mês na Itália, do dia 25 ao dia 30. Atual tetracampeã do mundo, Daniela Tanaka é uma das grandes esperanças de medalha para o país na competição. Já Iasmin Rodrigues vai fazer a sua estreia em mundial cercada por grandes expectativas: em sua primeira competição internacional, a faixa preta de 16 anos conquistou duas medalhas de ouro no Campeonato Pan-Americano de Karate, disputado em julho, em Buenos Aires. Além disso, é heptacampeã nacional no kumite. As duas competem com apoio da Secretaria de estado de Esporte e Lazer (Seel).

Tetracampeã do mundo, a paraense Daniela Tanaka supera problemas físicos para lutar por mais medalhas no Mundial da Itália

No Campeonato Brasileiro da Confederação de Cultura e Artes Marciais, realizado entre os dias 16 e 17 de setembro, em Brasília (DF), Iasmin Rodrigues conquistou medalhas de ouro no kumitê e prata no katá. “Conquistei o heptacampeonato brasileiro de kumitê e sou vice-campeã de katá (em 2015, ela foi campeã). Eu me sinto honrada por ter representado o nosso Estado e conseguido o primeiro lugar do pódio”, afirmou Iasmin.

Iasmin Rodrigues vai estrear no Mundial após conqusitar duas medalhas de ouro no Pan-Americano e uma no Brasileiro

Iasmin garantiu a sua classificação para o Mundial com os títulos conquistados no Pan de Buenos Aires. “Será minha estreia no campeonato mundial de caratê, confio no trabalho do meu treinador Eliezer Kouri, e farei o meu como atleta, me dedicando nos treinamentos árduos, pois não será fácil, mas estarei com toda garra para representar nosso País e também nosso Estado na Itália”, concluiu.

Atual campeã do mundo, Daniela Tanaka não participou da competição nacional em Brasília para poder se recuperar de problemas físicos e para priorizar a sua preparação ao Mundial: “Não fui para o Brasileiro devido visar o Mundial, já que também estava em período de muita dor na coluna e impossibilitada de treinar”, afirma. O Pará vai em busca do bicampeonato, pois Daniela Tanaka vai defender o título conquistado em 2015.

Daniela afirma que pretende mostrar garra e superação no Mundial: “Hoje, estou me recuperando e treinando. A expectativa é que será mais uma missão de mostrar a todos que podemos superar qualquer obstáculo, independente de dores e lesões. É nesse momento que vemos quem realmente está nos apoiando e, graças a Deus, posso contar com uma equipe excelente de médicos e fisioterapeutas, além de todo apoio da família e do meu treinador, Eliezer Kouri. Estamos trabalhando para levar a bandeira do Pará para o pódio no Mundial em busca do pentacampeonato”, garante Daniela.

Brasileiro – Os caratecas paraenses tiveram grande participação no Campeonato Brasileiro da Confederação de Cultura e Artes Marciais, mês passado, em Brasília (DF). O Pará conquistou 53 medalhas, sendo 30 de ouro, 11 de prata e 12 de bronze. “Estou muito feliz, pois de 41 atletas 36 conseguiram medalhar com um excelente resultado. E ainda tivemos a graduação de dois árbitros para o quadro nacional: Adrian Tenório e Kallel Silva. Agora, o trabalho continua com foco no Mundial. Temos grandes chances de ter uma mulher cinco vezes campeã mundial, que é a Daniela Tanaka. Estamos trabalhando muito para alcançar nosso objetivo. E junto com o apoio da Seel e do governo do Estado, conseguiremos esta grande conquista para o esporte paraense”, ressaltou Eliezer Kouri, que é treinador de Iasmin Rodrigues e de Daniela Tanaka e também é presidente da Federação Paraense de Cultura e Artes Marciais (FPCAM), entidade filiada à Confederação Brasileira de Mix e Artes Marciais (CBMA).

Trinta e seis atletas paraenses que conquistaram as primeiras colocações nas categorias Katá, Kumitê no brasileiro, estão classificados para o Pan- Americano 2017, que deve ser realizado no Brasil. Kallel Silva e Matheus Amaral foram outros destaques no Brasileiro. Cada um ganhou duas medalhas de ouro, no kata e kumitê. Matheus conquistou ouro na categoria Juvenil, tornando-se tetracampeão em kumitê, enquanto Kallel venceu no Adulto, também tornando- se tetracampeão no kumitê.