Paraense estreia com vitória no Centro-Norte de Goalball

Com um placar  largo de 14x6, o time da Unidade Especializada José Álvares de Azevedo (UEEJJA) venceu os paratletas do Instituto Matogrossense para Cegos Florivaldo Vargas (Ismac) no jogo de estreia do Regional Centro-Norte de Goalball, aberto nesta quinta-feira, 14, no ginásio da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

As competições da modalidade paralímpica, que ocorrerão até este domingo, 17, em Belém, reúnem 17 delegações do estados do Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Brasília e Amazonas. Goalball é um paraesporte praticado por cegos, no qual os atletas jogam a maior parte do tempo no chão em ataques e defesas feitos com a bola até a chegada no gol adversário. A quadra é marcada com fitas em auto relevo e a bola traz um guizo dentro para orientar os competidores em direção ao gol.

Lielson Barros, paratleta da UEJJA, destacou a valorização da modalidade e o incentivo dado pelo Governo do Estado ao trazer o regional para Belém. “O Goalball é uma modalidade que tem crescido muito no Pará. Poder entrar nessa disputa em casa dá um incentivo a mais pra gente e foi o que acabou gerando essa grande vitória no primeiro jogo. Queremos entrar em quadra nos próximos jogos com a mesma garra”, destacou.

O Regional é uma promoção da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) com realização do Governo do Estado. Na abertura foram realizados nove jogos. A competição segue nesta sexta-feira, 15, com outros 18 jogos. O paratleta brasiliense Eder Fonseca disse que foi uma grande iniciativa trazer a seletiva para o Norte do Brasil. “As seletivas ocorriam sempre no eixo Sul-Sudeste do Brasil. Com a vinda para o Norte, nos deu também a oportunidade de conhecer outra cidade, outros costumes, outra cultura. Estou gostando muito do Pará, que tem características bem peculiares”, disse.

Kamila Vallinoto, coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), disse durante a abertura do evento que é de fundamental importância para pessoas com deficiência o apoio educacional no esporte. “Atualmente, temos mais de dez mil alunos da rede pública com deficiência e, todos eles, com ensino de forma adptada, são incentivados a praticar atividades físicas, que também é um caminho para a educação inclusiva. Então, trazer um campeonato regional como esse é de suma importância para os praticantes da modalidade, que disputam vaga para o campeonato nacional de Goalball”, disse.

Também presente à abertura do evento, a diretora do Núcleo Articulação e Cidadania (NAC), Daniele Kayath, detalhou que a competição é um exemplo do esforço do Governo do Estado em desenvolver ações voltadas à pessoa com deficiência, de forma organizada e estruturada. “Desde 2012, quando o governo lançou o Plano Estadual de Ações Integradas à Pessoa com Deficiência - Existir, uma série de ações vem sendo realizadas, como a construção de um estádio com acessibilidade e espaço para a prática de esporte paralimpico, a construção do CIIR, para atender os quatro tipos de deficiência, a concessão de Cheque Moradia especial para pessoas com deficiência, entre outros.

O grande desafio do governo é eliminar as barreiras do desconhecimento e do preconceito, que impedem a plena participação das pessoas”, defendeu. As partidas do Regional Centro-Norte de Goalball continuam durante todo o final de semana. No domingo 17, será conhecida a equipe vencedora do Regional, que irá participar do Campenato brasileiro ainda este ano.

Nas partidas finais do Regional Centro-Norte entrarão em quadra quatro equipes neste domingo. O primeiro jogo será entre os dois perdedores da semifinal e o outro entre os dois vencedores da  semifinal. Estão envolvidos na realização do evento pelo Governo do Estado: Casa Civil, NAC, Seduc, Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Saúde Púnlica (Sespa), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Serviço: Regional Centro-Norte de Goalball
Local: Ginásio da Udpa (Avenida João Paulo II)
Horários:
Sexta-feira, de 8h as 22h
Sábado, de 8h as 21h20
Domingo, de 8h as 10h30

 

Texto: Kátia Aguiar / Secretaria de Estado de Educação