Jogos Abertos em Marabá premiam vencedores no tênis de mesa e handebol

A edição Araguaia dos IX Jogos Abertos do Pará (Joapa) conheceu os primeiros campeões no sábado (25), em Marabá, local das competições. Os primeiros resultados saíram no tênis de mesa e, em seguida, no handebol masculino e feminino. Marabá foi campeão no handebol masculino, seguido de Parauapebas, em segundo, e Anapu, em terceiro. No feminino, o primeiro lugar ficou com Parauapebas, e o segundo, Marabá. Os Jogos Abertos do Pará se encerram neste domingo (26), com a premiação dos campeões do futebol de areia, na praia do Tucunaré.

O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). O objetivo é integrar o Pará em uma caravana esportiva que envolve cerca de 600 pessoas a cada etapa. A cidade de Marabá é a casa dos atletas do Araguaia. O secretário municipal de Esporte e Lazer, Luiz Erton Wigne, diz que uma força-tarefa foi montada para organizar as competições. Soldados, médico e uma ambulância do Exército estão de plantão no ginásio para atender as emergências; também foram montados esquemas de transporte e hospedagem das delegações visitantes. O investimento é de R$ 100 mil.

A Seel organizou o trabalho de arbitragem, logística, transporte e alimentação, além da premiação. Cerca de 20 servidores, entre técnicos, professores e árbitros, trabalham na competição sob a orientação da secretária, Renilce Nicodemos. “O trabalho é de parceria”, diz a coordenara do evento em Marabá, Elenir Ribeiro. O esquema dá apoio às partidas em seis modalidades esportivas diferentes: handebol, futsal, voleibol, basquete, tênis de mesa e futebol de areia. Os dois últimos são as novidades da versão 2015 do Joapa. A briga por medalhas começou na quarta-feira (22).

Resultados – Os primeiros campeões são do tênis de mesa. Romário da Silva Santos, 25, de Parauapebas, ficou com título. Ele tem outras premiações na carreira, como duas medalhas, uma de prata e uma de bronze, nos Jogos Escolares Brasileiros (Jebs), e um pentacampeonato no Estado de Tocantins. “Os Jogos Abertos resgatam a vontade de jogar novamente e fazer uma disputa salutar”, disse. O vice-campeão é Cássio de Leon, de Marabá. Na primeira partida, Romário enfrentou Antonio José Alves, de Marabá. Os jogos foram no clube militar.

Entre as mulheres, a disputa ficou entre Walina Barroso e Jheyciene Sinaira dos Santos, ambas de Marabá. Por apresentar uma equipe feminina, Marabá levou o troféu Eficiência, segundo explicou o professor Nizomar Carneiro, da coordenação.

A partida final do handebol masculino atraiu uma torcida especial: a família dos atletas Welbert e Dawson. Os dois jogam há muitos anos, e conheceram as esposas durante as competições. Márcia, mulher de Welbert, conta que atuou muito tempo como jogadora, e toda fase da adolescência passou competindo. Os hábitos da vida saudável foram adquiridos quando estava em quadra treinando ou viajando. “Não bebo e não fumo. O esporte na vida da gente tem essa magia de nos livrar dos malefícios”, conta. Para torcer pelo marido, ela mobilizou filhos e amigos. Até as gêmeas Laura e Alicia, de apenas 3 meses, estavam na arquibancada do ginásio municipal.

A cerimônia de premiação encerrou a programação de sábado (25). Subiram ao pódio as atletas Tayana Souza, que recebeu troféu e medalhas pela delegação de Parauapebas, como segunda colocada, e Nathalia Souza, de Marabá, que recebeu a premiação campeã do handebol feminino. No masculino, a festa foi de Marabá. A professora Elenir Ribeiro, e o secretário de Marabá, Erton Wigne, fizeram a entrega de troféu e medalhas aos campeões. O goleiro Roger Moura, de Parauapebas, recebeu as medalhas em nome da delegação, que ficou em segundo lugar. O município de Anapu foi terceiro colocado.