Hemopa realiza palestra para atletas do Bolsa Talento da Seel

A secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e a Fundação Hemopa promoveram nesta terça-feira (11) no auditório do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) uma palestra para os atletas do programa Bolsa Talento que irão participar da campanha “De bolsa talento a bolsa de sangue”. A campanha, idealizada pela Seel, ocorrerá amanhã, dia 12 de abril, na sede do Hemopa e na Estação de Coleta Hemopa Castanheira, das 7h30 às 17h.

A assistente social do Hemopa, Roseli Neves, que atua na gerencia de captação de doadores de sangue, dirigiu a palestra de hoje e falou sobre a importância do ato e os critérios para ser um doador. “Hoje é uma oportunidade excelente de estarmos mais uma vez divulgando, esclarecendo e informando sobre o tema da doação de sangue. O objetivo de estarmos aqui é de ampliar o número de pessoas informadas e consequentemente os de doadores ou multiplicadores da nossa campanha. É gratificante estarmos tratando sobre o assunto com os atletas da SEEL, é uma oportunidade enorme, pois se trata de pessoas saudáveis e é disso que precisamos”, disse.

Samara Borges, 18, atleta de natação fala sobre a palestra e a razão em fazer parte da campanha. “A palestra de hoje me motivou a doar, eu não tinha nenhuma informação sobre os procedimentos da doação, e a partir de hoje descobri que com uma doação a gente pode ajudar até quatro pessoas, a palestra foi ótima, compreendi o que foi repassado e isso foi muito importante para mim e para os demais atletas que estavam presente”, finalizou.

Roseli Neves também falou sobre as dificuldades de conseguir doadores. “Vários fatores dificultam no processo de doação, nesse período de chuvas constantes os doadores sentem dificuldades de chegar até a fundação. As gripes causadas por mosquitos também é um dos motivos, pois debilita a saúde do doador, e sem contar nos feriados, que acabam levando as pessoas para fora da cidade, em consequência baixa o nível de sangue no Hemopa. Diariamente, são solicitados 300 bolsas de sangue para a doação, mas o número de coleta por dia chega no máximo a 150, por isso a importância da campanha e da doação”, enfatizou.

O paratleta Eduardo Moraes, que pratica basquetebol em cadeira de rodas, fala sobre a importância da palestra e seu objetivo em ajudar na campanha. “Eu sou doador há muito tempo do Hemopa, mas faz um tempo que não vou. Amanhã eu irei doar e acho um ato muito importante, até porque um dia eu precisei e está é uma maneira de ajudar, retribuir o que fizeram por mim”, disse Eduardo.

Para o coordenador da campanha, Ewerton Souza, a palestra serviu para orientar as pessoas que nunca doaram. “A palestra veio justamente esclarecer as duvidas de quem nunca doou sangue, hoje tivemos a presença dos atletas de seus familiares. Aqui eles puderam ter uma noção básica do perfil de pessoas que podem doar sangue e de todo o processo da doação. Temos a expectativa de que essa seja a primeira de muitas ações entra a Seel, Sespa e Hemopa. O perfil das pessoas que precisam doar sangue é o perfil dos nossos atletas. Então, a gente aguarda que essas informações precisas que foram repassadas hoje, possam disseminar e atrair mais doadores. É uma ação voluntária, humanitária para que possamos salvar mais vidas”, relatou Ewerton.