Governo do Estado assina convênio para financiar Parazão 2016

O Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Banco do Estado do Pará (Banpará) e Fundação de Telecomunicações do Estado (Funtelpa), assinou na manhã desta quinta-feira, 21, o convênio com a Federação Paraense de Futebol (FPF) e os clubes que vão disputar do campeonato de futebol profissional, repassando mais de R$ 8 milhões para ajudar na realização da competição na temporada de 2016. Os valores serão repassados em parcelas obedecendo a critérios técnicos e da chamada meritocracia. Este ano, o Parazão envolverá dez clubes, que segundo o governador revela um momento importante de credibilidade na ideia de integrar o Estado por meio do esporte.

“Temos infinitas ferramentas de integração regional e o futebol é uma delas”, disse Simão Jatene, durante a cerimônia realizada na Casa Civil, em Belém. O presidente do Águia, de Marabá, Sebastião Ferreira Neto, o “Ferreirinha”, falou em nome dos dirigentes e louvou a iniciativa do executivo estadual. “Devido à crise econômica, eu não acreditava que este ano pudéssemos contar com a renovação desse convênio. Estamos gratos pela colaboração”, destacou.

Na avaliação dos dirigentes, sem o dinheiro do convênio, o campeonato paraense de tornaria inviável dado à distância dos municípios onde os competidores mantêm suas bases de treinamento e jogos. Segundo o presidente da FPF, o empresário Adelcio Torres, este ano, o campeonato será muito equilibrado com apenas duas equipes representando a capital do Estado: Remo e Paysandu, o que demonstra o interesse dos municípios em participar da competição e de valorizar cada vez o futebol paraense. O crescimento das equipes do interior, ainda na avaliação do novo presidente da FPF, também se deve ao trabalho de interiorização realizado pela FPF com apoio do Governo do Estado.

Para a secretária Renilce Nicodemos o campeonato paraense está no contexto positivista, uma vez que o esporte paraense atravessa uma das melhores fases com o coronel Antônio Carlos Nunes presidindo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e trazendo para Belém o lançamento da terceira edição da Copa Verde, que este ano agrega um projeto de sustentabilidade ambiental sugerido pelo jornalista Carlos Ferreira e engajado pela Câmara Federal, por meio do deputado Arnaldo Jordy (PPS). “Estamos vivendo um momento singular, que apesar da crise financeira, estamos conseguindo levar adiante as ações públicas de esporte e lazer o Estado”, disse a titular da Seel. O deputado estadual Celso Sabino, presidente da Comissão de Esporte, Turismo e Lazer da Assembleia Legislativa do Estado, e o deputado Milton Campos, que representou o presidente da Alepa no evento, enalteceram o governo do Estado pela iniciativa, que mesmo diante de cenário de déficit financeiro brasileiro, segue com a ajuda ao esporte.

Convênio – O convênio de aporte financeiro aos clubes do Parazão é celebrado pelo Governo do Estado por meio de três instituições: Banco do Estado do Pará (Banpará), Secretaria de Esporte e Lazer (Seel) e Fundação de Telecomunicações do Estado (Funtelpa). O primeiro documento a ser assinado foi o da Seel. O governador Simão Jatene e a secretária Renilce Nicodemos assinaram o documento que tem como objetivo principal integrar o Estado. O recurso de R$1, 3 milhão servirá para transporte, alimentação e hospedagem dos clubes durante o campeonato. O prazo de validade é de janeiro a maio para deslocamento das equipes entre as cidades de Belém, Paragominas, Cametá, Tucuruí, Parauapebas, Marabá e Santarém.

Já o convênio com o Banpará foi assinado pelo presidente da instituição Augusto Costa e o governador Simão Jatene.  Dinheiro será repassado aos clubes em dez parcelas, sendo que as duas primeiras são liberadas de imediato. Segundo o presidente do Banpará é de RS 3,4 milhões. Já o convênio da Funtelpa foi assinado pela presidente, jornalista Adelaide Oliveira e o governador Simão Jatene. O valor de R$ 2,9 milhões garante à emissora pública o direito de transmissão dos jogos. Todos os convênios também foram assinados pelos dirigentes dos cubes.

A solenidade de assinatura do convênio do Parazão 2016 reuniu os presidentes do Clube do Remo, Manuel Ribeiro; do Paysandu Sporte Clube, Alberto Maia; do Águia de Marabá, Sebastião Ferreira Neto; do Paragominas, Charles Guerreiro; e do Cametá, Manoel Guedes. O chefe da Casa Civil, José Megale, também prestigiou a solenidade, que contou ainda com número expressivo de jornalistas que cobrem as atividades esportivas do Pará. O campeonato paraense de 2016 será aberto no dia 30 deste mês com jogo entre São Raimundo e Tapajós Esporte Clube. A partida será realizada em Santarém e vai marcar a entrega do novo gramado do estádio Colosso de Tapajós.