Diretoria do Mangueirão faz manutenção nas catracas

A diretoria do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, informou hoje (31/01) que já tomou  todas as providências necessárias para evitar novas ocorrências de choque elétrico nas novas catracas eletrônicas do estádio, que é administrado pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). O local vai receber nesta quarta-feira, dia 1 de fevereiro, às 20h30, o jogo Pinheirense x Remo, válido pela segunda rodada do Campeonato Paraense de 2017.

Segundo a diretoria do Mangueirão, Claudia Moura, a empresa Imply, com sede no Rio Grande do Sul, responsável pela instalação das catracas eletrônicas, já diagnosticou a falha técnica que estava causando os choques elétricos e já tomou todas as providências necessárias para a correção do problema: “A empresa que instalou as catracas já providenciou todas as correções. As causas dos choques elétricos já foram diagnosticadas, localizadas e foram tomadas todas as providências para a correção do problema. O público pode ficar tranquilo que não irá mais acontecer.”

O sistema das catracas eletrônicas do Mangueirão opera com dois softwares desenvolvidos pela Imply.  Um total de 72 catracas já foi instalado, cobrindo todas as bilheterias de acesso ao estádio com tempo de sete de segundos para leitura dos bilhetes. O novo sistema bloqueia qualquer tipo de tentativa de uso de bilhetes falsificados. O equipamento funciona igualmente ao vale-transporte digital ou a carteirinha de meia-passagem dos coletivos, ou seja, basta que o torcedor deposite o bilhete no campo de leitura da máquina para liberar a catraca. O torcedor gasta apenas sete segundos no procedimento.

As bilheterias de maior concentração de público receberam 10 catracas, sendo que nos portões B-1 e A-1 foram instaladas catracas para acesso das pessoas com deficiência (PCD’s). A entrada dos sócios torcedores também mudou.  Os que são do Clube do Remo terão acesso pelos portões B-3 e A-2; já os torcedores do Paysandu vão entrar pelos portões B-2 e A-3.

 

TExto: Ascom/Seel

Fotos: Thiago Gomes / Agência Pará