Copa Verde 2017: CBF abre coleta de resíduo sólido em jogo Paysandu e Santos, nesta terça-feira, no Mangueirão

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) começa, a partir desta terça-feira, 18, a coleta de resíduo sólido durante o jogo Paysandu e Santos (AP), no Mangueirão, em cumprimento ao conceito de sustentabilidade da Copa Verde e da política Nacional de Resíduos Sólidos. A ação deve se repetir até o final da competição. Paysandu e Santos fazem o jogo da volta valendo pela semi-final da competição. A Copa Verde 2017 também segue com as inscrições abertas ao concurso de redação e de vídeo com a temática “Rios Voadores”.

Quarenta catadores, organizados em três cooperativas de material reciclável da capital paraense, vão começar o trabalho. Segundo Carlos Painel, consultor de Sustentabilidade da CBF, o trabalho é inédito em Belém, pois só foi realizado durante os jogos da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. A ação será completada com trabalho de separação e pesagem do material. Ao final será elaborado um relatório. “A novidade é que os catadores foram capacitados pra fazer esse trabalho. O Mangueirão está sendo pioneiro neste tipo de gestão”, explicou o consultor.

A partir das ações de sustentabilidade, a Copa Verde será certificada com a ISO 121 especial para eventos sustentáveis. Vale ainda ressaltar que as ações de coleta de material reciclável vão se repetir nos próximos dois jogos da fase final da competição.

Para maiores esclarecimentos, antes do jogo Paysandu e Santos, um bate-papo com os jornalistas que vão trabalhar na cobertura da partida será realizado. Vão participar da conversa Mauricio Bororó, vice-presidente da Federação Paraense de Futebol e representante da CBF em Belém, Carlos Painel, consultor da CBF e representantes do ProPaz e da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel). O local do encontro será a sala de autoridades do Mangueirão, às 18h.