Copa AS Combate reúne elite do muaythai em Ananindeua

A 7º edição da Copa AS Combate de Muay Thai, tradicional evento de lutas casadas, foi realizada no dia 26 de novembro, no Centro de Treinamento de Muaythai da Amazônia da academia AS Combate, em Ananindeua. O certame contou com 92 lutadores que disputaram 46 combates acirrados, em mais de 9 horas de evento, com lutas de atletas juniores, adultos e masters, além de revanches e lutas semi-profissionais. O torneio foi realizado com chancela da Federação de Muaythai Tradicional do Estado do Pará (FMTTEPA), entidade filiada à Confederação Brasileira de Muay Thay e Muay Boran (CBMM), e com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Foi um verdadeiro show de muaythai ao público, formado por fãs da arte marcial tailandesa, familiares dos competidores, atletas e dirigentes esportivos. A Copa contou com a participação das equipes As Combat (anfitriã do evento), Assfam, Borracha Fight Team, Bio Wellness, Bradock Top Team, Bullfight, Dragon Tiger, Franck Combat, FS Combat, Gideões Fight, JP Combat, Martins Top Team, Team Suellen Cyborg, Academia Superação, Tiger, Washington Combat, Yamaguchi Thai e Zildo Thai.

O evento contou com a presença de Henrique Frankenstein, campeão paraense, Norte-Nordeste e Brasileiro de muaythai e atleta do UFC. Frankenstein fez a entrega de premiação a Diego “Frajola” Eugênio, atleta da academia AS Combat e filiado à Federação de Muaythai Tradicional do Estado do Pará, vencedor do desafio Pará x Bahia, a principal luta do evento. Frajola derrotou Claudiney Moreira “Borracha”.

Segundo Agnaldo Silva, presidente da Federação de Muaythai Tradicional do Estado do Pará (FMTTEPA), o torneio cumpriu seu principal objetivo, descobrir novos talentos e consagrar os atletas que já estão no caminho do profissionalismo. “O evento não teria sido tão bem realizado e organizado se não fosse o apoio de nossos parceiros, aos quais agradecemos, como a Seel, Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, através da pessoa da Secretária de Estado, Renilce Nicodemos, e de sua equipe. Também estamos muito gratos e honrados pela participação de cada atleta e das equipes, que deram o seu máximo em cima do ringue, assim como pela atuação exemplar da Comissão de Arbitragem da FMTTEPA, que realizou um belíssimo trabalho em todo o evento, sempre colocando a integridade física do atleta e a justiça de resultados e imparcialidade em primeiro lugar”. Agnaldo Silva também destacou a participação dos atletas do Projeto Social Luvas da Esperança, mantido pela AS Combat: “São novos campeões que estão sendo lapidados e formados. Mais de dez atletas do projeto conquistaram vitórias no certame. Temos orgulho por os conduzir em caminhos do bem, no caminho do muaythai.”

A Copa AS Combate de Muay Thai é seletiva para o torneio Brasil Open de Muay Thai. Os vencedores vão poder participar da competição nacional que vai ser realizada em fevereiro de 2017, no Rio de Janeiro.