Começa trabalho de recuperação do gramado do Mangueirão

Começou na manhã desta quinta-feira, 7, o trabalho de recuperação ou descompactação do gramado do Estádio Olímpico do Pará – Mangueirão. Sete homens com apoio de uma máquina e vassouras iniciaram a tarefa que, segundo o engenheiro agrônomo Raimundo Mesquita, vai durar 15 dias. O calendário das obras abriu com corte profundo do gramado, em seguida será feita a perfuração do solo, irrigação, aplicação de defensivo agrícola e adubação. A nova grama deverá crescer até três centímetros e ficar ideal para a prática do futebol. O Mangueirão será reaberto dia 31 deste mês para temporada 2016 do Campeonato Paraense com jogo entre Clube do Remo, de Belém, e Águia, de Marabá, a partir das 16h.

A grama utilizada no Mangueirão é a “Tifton 419”, uma variedade da espécie “Bermuda”, considerada padrão pelos especialistas da área. O trabalho de descompactação do gramado do Mangueirão faz parte do calendário dos preparativos do estádio para a demanda de jogos da temporada 2016, que inclui o Campeonato Paraense, Copa Verde, Copa do Brasil e Campeonatos das Séries B e C. “Esse trabalho se faz necessário para enfrentar principalmente o volume de chuvas que é muito alto nesse início de ano”, explicou Raimundo Mesquita, agrônomo do Estádio Olímpico do Pará.

Santarém – A secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) vai entregar no próximo dia 30 deste mês, em Santarém, o gramado do estádio “Barbalhão” ou Colosso do Tapajós, como é mais conhecido. O gramado também tem padrão internacional nas dimensões de 105x68 com oito itens específicos de engenharia que reúnem desde a criação do solo até o plantio da grama “Tifton 419”, a mesma utilizada no Mangueirão. “Em Santarém foi realizado um trabalho completo, uma vez que não havia gramado com padrão internacional. O projeto cumpriu oito pontos de engenharia, mas o resultado foi fabuloso”, disse Raimundo Mesquita, na manhã desta quinta-feira.

Foto: Ney Bendelack / Agência Pará

A secretária Renilce Nicodemos, titular da Seel, vai viajar para Santarém para fazer a entrega oficial do gramado do Colosso. O evento marcará a abertura do Campeonato Paraense de Futebol com jogo entre São Raimundo e Tapajós Esporte Clube. O investimento foi de R$ 1,6 milhão provenientes dos cofres do tesouro estadual. Ainda segundo a secretária, o gramado do estádio é um presente à comunidade esportiva de Santarém, que este ano tem três clubes: Tapajós Esporte Clube, São Francisco e São Raimundo, disputando o Parazão.

A decisão em fazer um novo gramado saiu após uma visita da secretária ao estádio em 2015. À época, Renilce Nicodemos disse que analisou a necessidade de o estádio ter um gramado padrão e que o governo do Estado assumiu a responsabilidade de construí-lo com recurso próprio. “Nós vamos entregar uma obra de qualidade, com padrão técnico. Eu acredito que a cidade de Santarém saberá cuidar com muito carinho desse legado que o governo do Estado está entregando ao município”, disse a secretária.

 

Foto: Cristino Martins / Agência Pará