Coletiva de Imprensa abre visita da Tocha Olímpica em Belém

Uma coletiva de imprensa abriu nesta terça-feira, 14, a visita da Tocha Olímpica em Belém, no Palácio Antônio Lemos, sede da Prefeitura da capital paraense. A jornalista Paula Grassini, do Comitê Rio 2016, fez apresentação formal da programação, mostrou histórico do símbolo olímpico e destacou que o Brasil é o primeiro País da América do Sul a realizar uma Olimpíada. O conceito trabalhado pelo Comitê é o calor humano. “Por isso estamos passando por mais de 300 cidades brasileiras com participação de 12 mil pessoas. A ideia é que cada brasileiro saiba que a tocha passou na sua cidade, na porta da sua casa”, disse a jornalista.

Até esta terça-feira, 14, a tocha já percorreu 147 cidades nos Estados de Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Tocantins, Maranhão e Distrito Federal. Também participaram da coletiva, o secretário municipal de Juventude Esporte e Lazer (Sejel), Deivison Alves e a delegada Cristiane Ferreira, que falou sobre o contingente de segurança que vai atuar nas ruas de Belém. A chama olímpica desembarcará em Belém às 9h45. A secretária Renilce Nicodemos vai receber a comitiva no Aeroporto Internacional de Belém como convidada especial do Comitê Olímpico Brasileiro  (COB). “Vamos dar boas-vindas à comitiva que vem trazendo a chama olímpica”, disse a gestora. “Quero também parabenizar os condutores e desejar boa sorte para todos”, completou.

A festa da Tocha Olímpica em Belém vai começar com show dos Baioaras, a partir das 8h30. Os portões do Mangueirão serão abertos ao público logo cedo.  Alunos de escolas estaduais e municipais, da Fundação Pro Paz e grupos de escoteiros vão participar da programação. As diretoras de Eventos, Ana Júlia Chermont, e da Dtel, Kátia Rocha, além da diretora do Mangueirão, Cláudia Moura estão coordenando as ações. “A festa vai anteceder a chegada da Tocha e nós estamos preparando uma recepção grandiosa, digna do símbolo olímpico”, disse Ana Júlia Chermont, que também representou a Seel no grupo de Força-Tarefa criado pelo Governo do estado para organizar os esquemas de segurança, trânsito e atendimento médico durante a passagem da tocha na capital paraense.

Segurança – O esquema de segurança para acompanhar a tocha em Belém está pronto. O efetivo total é de 730 pessoas. A logística incluiu até o grupamento aéreo do estado. Segundo a delegada Cristiane Ferreira, que vai comandar a operação, a logística foi montada a partir do protocolo oficial do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e válido para todos os locais por onde a tocha vai passar. Ela ressaltou que o trabalho será articulado e que homens do Exército também vão estar de prontidão para entrar em ação, caso seja necessário. O mesmo esquema, em menor proporção, será utilizado em Santarém e Alter do Chão.

Trânsito – A operação do trânsito será coordenada pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) juntamente com Detran, Guarda Municipal e Polícia Militar. Não haverá interdição total das vias por onde a tocha vai passar. Agentes vão bloquear os trechos apenas durante o tempo que o condutor concluir sua etapa. As linhas de ônibus serão desviadas à medida que o comboio passar.

Festa – A programação cultural com grupo Os Baioaras abre a festa para receber a tocha olímpica. Ao longo do percurso estão previstas outras manifestações como a da Banda de Fanfarra e do grupo de carimbo da Escola Municipal Avertano Rocha. Uma bênção em frente à Basílica Santuário de Nazaré vai marcar a religiosidade do povo paraense. O encerramento será no Portal da Amazônia com shows do grupo folclórico Trilhas da Amazônia, além da apresentação de Jorginho Gomes e Banda e a Banda AR-15.

 

Ascom – Seel

Informações Agência Belém