Caravana do Ministério do Esporte reúne 26 municípios em Belém

A Caravana de Planejamento de Projetos Técnicos e Pedagógicos dos Programas Sociais do Ministério do Esporte reuniu 26 municípios paraenses na última quinta-feira, 28, em Belém. A ação veio divulgar e capacitar gestores e agentes públicos sobre dois editais lançados pelo ME que visam fomentar a política de esporte e lazer nas cidades brasileiras. Os editais versam sobre o Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) e Vida Saudável; Luta Pela Cidadania, Programa Segundo Tempo Padrão (PST), PST Universitário e PST Paradesporto. Três técnicos do ME estiveram em Belém ministrando as oficinas e alertando sobre os prazos de inscrições. O resultado final para os municípios saberem se serão atendidos é o dia 14 de março de 2016.

A caravana esteve em Belém com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel). As oficinas aconteceram no auditório do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (Cisne) com mais de vinte municípios representados. O secretário-adjunto da Seel, Walter Vieira, esteve no evento, que foi mobilizado pelo Departamento Técnico (Dtel) a partir da listagem dos municípios participantes dos Jogos Abertos do Pará (Joapa) em 2015. Para a secretária Renilce Nocodemos, a vinda da caravana em Belém foi um ganho especial, uma vez que a maioria dos municípios não tem acesso aos programas do governo federal por falta de informações e ferramentas que facilitem a gestão pública na área de esporte e lazer. “Nossa ação foi rápida, conseguimos mobilizar 26 cidades e dois consórcios e isso foi muito bom, considerando a dimensão geográfica do Pará, esse número foi muito bom”, disse a secretária na manhã desta sexta-feira, 29.

Um dos itens abordados nas oficinas foi a necessidade de valorizar e fortalecer as culturais locais no reconhecimento social ao direito ao lazer e ao esporte recreativo, além da democratização deste acesso, privilegiando as cidades menos favorecidas. A técnica do ME, Luciene Alencar, explicou que nesse contexto não são necessários espaços especiais, basta apenas a boa vontade de usar outros ambientes para se desenvolverem as ações. Na ocasião, foi mostrada uma experiência do município de Ivoti, no Rio Grande Sul que abriu uma academia para atender todas as idades e tipos de atividades esportivas. “Nesse contexto é importante também a gestão esportiva compartilhada”, ensinou.

A experiência da caravana foi adotada esse ano pelo ME. A expectativa da técnica Claudia Catarino é para o aumento no número de participação dos municípios. “Estamos orientando por meio de oficinas pedagógicas e dinâmicas  de grupo. Em 2013 recebemos 2.700 inscrições e este ano de 2016 esperamos dobrar esse quantitativo”, disse. Os municípios que não puderam participar diretamente das oficinas podem obter informações por meio da Secretaria Nacional de Esporte e Lazer e Inclusão Social (Snelis), do Ministério do Esporte. O prazo para as inscrições termina dia 10 de fevereiro. O resultado final sairá dia 14 de março.

Pará – A caravana do ME percorreu todas as regiões brasileiras: Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sul e Sudeste. O prazo final das realizações foi nesta sexta-feira, 29, em Natal, no Rio Grande do Norte, e Recife, capital de Pernambuco. Em Belém, a participação foi boa, segundo Claudia Catarino. “Estamos muito satisfeitas com a resposta do Pará. Agora, vamos aguardar pelas inscrições”, disse.

Os representantes paraenses também gostaram da iniciativa. O secretário municipal de Esporte e Lazer de Ponta de Pedras, João Luis Andrade, disse que vai usar a lição para pleitear mais recursos à política de esporte e lazer para seu município. “Começamos agora nossas ações com projeto Vida Ativa na Terceira Idade que será realizado em parceria com a Seel. Então, esse evento vai colaborar bastante para que nós saibamos onde procurar recurso e melhorar nosso atendimento na área de esporte e lazer”, disse. Já o representante de Paragominas, Alex Silva da Silva disse que usar a experiência para crescer o número de atividades de esporte e lazer. “Nosso município já possui um trabalho nessa área, mas podemos ampliar a partir de maiores investimentos”, completou.

Estiveram representados no evento os municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Castanhal, Paragominas, Mãe do Rio, Marapanim, Capitão Poço, São Caetano de Odivelas, Maracanã, Santo Antonio do Tauá, Ponta de Pedras, São Sebastião da Boa Vista, Muaná, Soure, Anajás, Santarém, Óbidos, Oriximiná, Alenquer, Prainha, Baião, Tomé-Açu, Acará e Pau D’arco.