Belém recebe torneio de Rugby

A Liga Norte de Rugby realizou em Belém, no dia 16 de julho, a segunda etapa do torneio Pará Sevens. O evento aconteceu no campo da Viação Forte, bairro do Una, em Ananindeua. Oito times de Pará e Maranhão participaram da competição. O torneio masculino contou com três equipes do Pará e duas do Maranhão. Dois times paraenses e um maranhense participaram da disputa feminina. A equipe Acemira Rugby venceu os torneios masculino e feminino. Os atletas dos times Acemira Rugby, Abaçaí e Japuaçu, que representaram o Pará, estiveram na sede da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel) para agradecer o apoio da Secretaria, que viabilizou passagens aéreas para quatro árbitros que vieram de Brasília e Piauí para apitar o torneio.

O atleta Kadmiel Pereira, que pratica o esporte desde 2011 e faz parte do time Acemira, contou um pouco de sua experiência: “Eu não tinha costume de praticar esportes com frequência, mas quando conheci o rugby fiquei encantado com o estilo de jogo  e seus valores bem preservados.Tipicamente, o rugby possui  um caráter bastante inclusivo, então é comum ver equipes com biótipos físicos variados, onde procura-se adapta-lo da melhor maneira possível à dinâmica do jogo. Ter participado pela primeira vez da Liga Norte de Rugby Sevens foi  momento único pra gente”.

Com muito esforço e dedicação, as meninas do Acemira conquistaram o ouro nas etapas de Manaus e de Belém. Agora como líderes do circuito pela primeira vez na história do rugby paraense, elas se preparam para trazer não apenas o troféu de ouro da etapa, mas do circuito, e assim se consagrar campeãs do circuito Norte. O time segue confiante para o próximo torneio, que será realizado no Estado de Roraima.

As equipes masculina e feminina da Associação Maranhão Rugby ficaram com a medalha de prata. Os times Abaçaí (feminino) e Japuaçu (masculino) conquistaram o terceiro lugar, ficando com o bronze.

Luis Amaral, jogador do Acemira, pratica rugby há cinco meses e participou pela primeira vez de um torneio. “Foi meu primeiro jogo e estrear vencendo foi maravilhoso, momento único em minha vida. Fiquei honrado em representar o Pará, e em cada jogo percebemos a necessidade de aperfeiçoar e assim sermos melhores na próxima. O rugby sem duvida hoje é minha paixão”, declarou.

Alguns atletas se destacaram, como a jogadora Lusiane Fonseca, que ganhou o troféu de melhor pontuadora pelo Acemira. Benny Tshoombe foi premiado como melhor jogador do torneio pelo time do Acemira Rugby.

O Acemira tem participado mais do circuito interestadual de Rugby Sevens com times do Nordeste. E este ano, os atletas irão disputar mais um jogo, no Rugby XV, contra times do Estado de Tocantins pela Liga Norte de Rugby, um dos torneio mais importantes do país. “No rugby, o objetivo não é machucar o outro e sim jogar com respeito, ter espírito esportivo e saber trabalhar em equipe”, contou Pereira. “Agradecemos à Seel pelo apoio que nos foi dado com as passagens aéreas, para que os árbitros pudessem participar. Sem eles não seria possível realizar o torneio, por se tratar de um evento oficial, e a Seel tornou isso possível . No rugby, o apoio é fundamental, seja dentro ou fora de campo”, completou.

 A Seel disponibilizou passagens áreas para que os árbitros Diego Dubar e Luciano Miranda, de Brasília, Carlos Marvel e Welligton Fontenele, do Piauí, reconhecidos pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), pudessem participar do torneio Pará Sevens.