Belém recebe seletiva ao torneio Mundial de jiu-jitsu de Abu Dhabi

Belém vai entrar neste final semana para o circuito mundial de jiu-jitsu, quando irá receber pela primeira vez uma pré seletiva para um dos principais campeonatos do mundo. O International Belém Pro será realizado pela Federação Paraense de Jiu-Jitsu (FPJJ) neste sábado e domingo, dias 26 e 27, das 9h às 19 horas, no ginásio da Escola Superior de Educação Física da Uepa. A competição vai classificar 16 atletas para o Brasil Pro, torneio que será realizado nos dias 11 e 12 de fevereiro em Manaus e que será a seletiva final para a edição 2017 do campeonato internacional de Abu Dhabi, o Abu Dhabi World Professional Jiu Jitsu Championship. O evento conta com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) do Pará e terá entrada franca.

“Chegou a hora de Belém do Pará ir para o topo, de entrar no cenário internacional do jiu-jitsu, com um evento que dá aos atletas a possibilidade de viver do esporte”, afirma Everton Alfaia, presidente da Federação Paraense de Jiu-Jitsu (FPJJ).  Esta será a primeira vez que a capital paraense vai receber uma seletiva para esta competição, que reúne a elite mundial desta arte marcial. O International Belém Pro é realizado com chancela da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ) e da UAE Jiu-Jitsu Federation (UAEJJ).

O International Belém Pro vai contar com competidores dos Estados Unidos, da França, dos Emirados Árabes e de todos os Estados brasileiros. Entre os 800 participantes, o Pará conta com 480 atletas inscritos.

Entre os paraenses, se destacam lutadores de muitos títulos e vasta experiência no esporte, como André Lobato, campeão mundial de jiu-jitsu; Walter Broca, campeão brasileiro e mundial, o campeão mundial Alles Layan; além de Rayane Amanda, campeã mundial e brasileira. “E muitos outros altamente gabaritados, que estão com ‘sangue nos olhos’ para disputar esta premiação”, aposta Everton Alfaia.

“Para este ano foram programadas seis seletivas para o Abu Dhabi World Pro, já contando com o Grand Slam do Rio de Janeiro. A etapa em Belém será a sexta seletiva. Os torneios ‘internacional’ rodam o país e classificam atletas para o Brasil Pro, um ‘national’ que será em Manaus e que vai fechar o circuito de 2016. A intenção é trazer no próximo ano um Grand Slam para o Estado do Pará. A diferença é que o Grand Slam premia em dinheiro, 10 mil dólares por atleta, e credencia direto pro World Pro”, informa Alfaia, que aposta nos lutadores brasileiros: “O Brasil é o celeiro do jiu-jitsu mundial. Os melhroes atletas são realmente os brasileiros”.

O International Belém Pro terá cobertura da revista Tatame e do Canal Combat, veículos de imprensa especializados em arte marcial. Segundo Alfaia, trata-se de um mega evento, que também terá a participação especial de alguns atletas brasileiros campeões e ídolos mundiais, como Felipe Preguiça e Adriano Hage. A premiação do torneio será em custeio de passagens aéreas, hospedagem e alimentação para o evento de Manaus para os 16 primeiros colocados.