Atletas do Aurá se destacam em Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu com apoio da Seel

Os atletas Mychel Pedro Silva do Carmo, 23, e José Humberto Lisboa Reis Neto, 17, foram destaques no Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu, ocorrido no período de 14 a 17 de julho, em São Paulo. José Humberto é faixa azul e lutou na categoria pena, que reúne atletas com peso até 70 Kg. José Humberto foi medalha de prata. Já Mychel Pedro é faixa preta e lutou na mesma categoria, ficando com a medalha de bronze. A dupla viajou para São Paulo com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel).

Os dois garantem que são parceiros não só no esporte, mas também na vida. Moradores do Aurá, em Ananindeua, um dos bairros mais poppulosos da Região Metropolitana de Belém, eles fazem parte do projeto Longe das Ruas, que ajuda centenas de crianças, adolescentes e jovens por meio do esporte. O projeto foi idealizado por Mychel que desde criança sonhava em ser lutador.

A carreira de Mychel começou quando ele tinha nove anos. Ele treinava numa academia de Belém, onde se graduou para dar aulas de Jiu-Jítsu e em seguida teve a ideia de montar uma academia para atuar de forma voluntária e ajudar outras crianças. A família de Mychel sempre foi muito humilde e não tinha recursos, mas tinha a boa vontade. Dona Creuza Maria Paula da Silva, mãe de Mychel, sempre apoiou o filho. “No começo foi difícil, eu pensava que ele ia apanhar dos concorrentes, tinha muito medo, mas depois fui entendendo que o Jiu-Jítsu é um lindo esporte, sempre foi o sonho dele, tenho muito orgulho do meu filho", disse.

O projeto Longe das Ruas atende 110 crianças e existe desde 2009. As ações são mantidas pelos participantes que ajudam como podem. José Humberto participa do projeto desde o início. "Sou muito grato ao meu mestre que teve a ideia do projeto e que me aceitou como aluno, fomos juntos lutar em São Paulo e estamos muito felizes com as nossas conquistas", disse. José Humberto é conhecido como Betinho e coleciona muitos títulos importantes. Já foi vice-campeão mundial, ficou em terceiro lugar no campeonato brasileiro e cinco vezes campeão paraense de Jiu-Jítsu.

Já Mychel possui mais de 40 títulos como o Copa Norte e Nordeste, campeão paraense entre outros. “Eu sempre pensei em transformar a vida dos jovens assim como a minha vida foi transformada através do esporte, essa sempre foi a minha intenção”, disse.

De acordo com o lutador a mais importante de todas as vitórias foi a medalha de bronze conquistada no Campeonato Mundial em São Paulo no último dia 17. “Se não fosse com o apoio da Seel, tínhamos perdido a maior chance das nossas vidas, fomos lá e lutamos com garra, representamos o nosso Estado e hoje estamos aqui para agradecer”, completa o lutador. A Secretaria de Esporte e Lazer (Seel) contribuiu com apoio logístico para viagem dos dois atletas que estiveram na sede da Seel e foram recebidos pela secretária Renilce Nicodemos.