“Frankenstein” vai lutar no UFC com apoio da Seel

O lutador Luiz Henrique “Frankenstein” vai encarar o seu próximo desafio pelo UFC com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) do Pará. O pernambucano naturalizado paraense mora em Belém desde os 10 anos de idade e vai lutar no dia 10 de junho, pelo UFC Fight Night 110, na Nova Zelândia, contra o lutador da Moldávia, Ion Cutelaba. “Frankenstein” vai fazer a sua quinta luta pelo principal torneio de MMA (Mix Martial Arts) do mundo, o Ultimate Fighting Championship (UFC). Pelo UFC, ele conta com duas vitórias e duas derrotas.

Aos 27 anos, “Frankenstein” tem um cartel de 14 lutas, sendo 12 vitórias e duas derrotas em sua carreira. No UFC, ele vem de duas derrotas seguidas, diante de Paul Craig e Jordan Johnson. Em seu próximo desafio ele vai encarar um adversário de muito agressividade e com grandes atuações. Em três lutas no UFC, Cutelaba possui duas derrotas e apenas uma vitória. Apesar da qualidade de seu próximo adversário, “Frankenstein” está confiante de que irá conseguir vencer para se recuperar no evento. O duelo entre eles era para ter acontecido no card de Fortaleza, pelo UFC Fight Night 107, mas Cutelaba não chegou a competir por conta de uma lesão sofrida em seus treinos.

“Eu vou mostrar nessa luta um ‘Frankstein’ que ainda não viram. Essa é minha promessa para essa luta. Eu quero convidar todo mundo, toda a torcida paraense e brasileira pra me assistir dia 10 de junho, no UFC Nova Zelândia e a expectativa é de vencer sempre”, diz “Frankenstein”. Ele revela que mudou o seu estilo de luta e de treinamento para tentar surpreender o adversário: “Estamos com uma preparação totalmente diferente em relação aos meus primeiros combates pelo UFC. Depois das minhas duas últimas lutas, em que eu não tive resultado muito bom, resolvemos inovar e aumentamos a equipe. Nós tentamos treinar jogos de luta diferentes, eu não treinava wrestling antes e agora estou treinando. A minha especialidade é a trocação, o muay-thai. Mas agora estamos treinando mais wrestling e o jiu-jitsu. Aumentamos a equipe, estamos mais fortes e com a qualidade bem melhor.”

“Frankenstein” afirma que o seu adversário é forte no boxe, mas garante que ele e sua equipe acharam “brechas” no jogo de Ion Cutelaba e que irá tentar aproveitar estas falhas para tentar encaixar seus golpes e vencer a disputa: “Ele é um cara novo, muito explosivo e de muita ‘trocação’. O forte dele é o boxe, só que a gente achou algumas brechas no jogo dele e vamos aproveitar essas falhas para vencer. Eu também mudei bastante a minha preparação física, me julgaram muito por isso, mas agora estamos tentando melhorar nessa parte.”

 “Frankenstein” revela que o apoio da Seel está sendo fundamental para a sua carreira no MMA: “O apoio do Estado, sem dúvida, é fundamental. Isso porque a deficiência que a gente tem pra se tornar um atleta profissional hoje em dia é justamente o gasto muito alto com a preparação. Não temos como fazer isso sem o Estado pra ajudar a gente.”