Clube do Remo é campeão da Copa Norte e Nordeste de remo em Belém

 

 O Clube do Remo foi o grande campeão da 50ª Copa Norte e Nordeste de Remo, disputada no sábado, 23, e domingo, 24, nas águas da baía do Guajará, com chegada à Estação das Docas, em Belém. O Remo foi o vencedor do certame, ganhando nove dos 22 páreos disputados, seguido do Paysandu, e pelo Sport Recife, de Pernambuco.

Esta é segunda vez em que a Copa Norte e Nordeste de Remo é disputada em Belém, sendo que a primeira foi no ano de 2000. O Governo do Estado apoiou a disputa, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), que custeou algumas passagens aéreas, além de ter dado ajuda de custo para a alimentação dos atletas.

Cerca de 120 atletas de remo, masculino e feminino, de sete estados e do Distrito Federal, participaram da competição. Do Pará, os representantes foram Remo, Paysandu e Tuna; do Rio Grande do Norte, Clube Náutico União de Natal e Clube Náutico Potengy; do Espírito Santo, Clube Álvares Cabral; da Paraíba, Clube de Regatas da Paraíba; do Amazonas, Federação Amazonense de Remo; de Pernambuco, Clube Náutico Capibaribe e Sport Recife; da Bahia, Clube São Salvador; e do Distrito Federal, Minas Brasília. Na última sexta-feira, 22, houve o Congresso Técnico, realizado no Complexo Ver-o-Rio, local também onde os páreos começavam. Ao todo, 13 pessoas atuaram como júri da regata.

Um grande público compareceu à Estação das Docas e a famosa rivalidade entre Clube do Remo e Paysandu, que se vê nos estádios paraenses, se transferiu para as margens da baía do Guajará. O presidente da Confederação Brasileira de Remo (CBR), Edson Pereira Júnior, veio a Belém para acompanhar a disputa. Ele se mostrou muito satisfeito com o resultado da competição. “É com muita alegria que vemos esse campeonato ser disputado no Pará. Sabemos da tradição dos clubes locais e ficamos felizes de trazer uma disputa de alto nível a Belém”, afirmou Edson Júnior.

Luizomar Santos da Costa, presidente da Federação Paraense de Remo (Fepar) também estava muito feliz com a competição. “Em 2000 tivemos a Copa Norte e Nordeste aqui em Belém. Desde então, tentamos em algumas vezes que isso se repetisse. Este ano, conseguimos trazer a competição à nossa cidade. Conseguimos apoios importantes, como da Seel, e fizemos uma competição com disputas fortes e com muita garra dos atletas. Estamos muito satisfeitos com o resultado”, disse Luizomar.

Entre os aficionados pelo esporte estava o pesquisador e produtor Felipe Pamplona, que torceu muito pela vitória do Clube do Remo. “Minha família é muito apaixonada por esportes e pelo Remo. Eu sou remador, mas uso caiaque, e essa paixão vem da minha infância, quando eu ia ver as regatas com o meu pai. Hoje, estou aqui e trouxe a minha filha Helena, de nove anos, e tenho certeza que ela gostou muito de tudo o que viu. O fato é que no ano que vem, nas Olimpíadas, eu e ela estaremos no Rio de Janeiro, para conferir as provas de remo”, afirmou Felipe, apoiado por Helena, que torcia junto com o pai.

A 50ª Copa Norte Nordeste de Remo se encerrou ao meio dia, com a prova conhecida como a mais nobre desse esporte, a Oito Com (foto abaixo), que é uma disputa na qual oito atletas remam juntos e são guiados por um timoneiro, que orienta e incentiva os remadores. Esta prova foi muito disputada e o Clube do Remo foi o vencedor dela, seguido do Sport Recife e Paysandu.

As regatas em Belém continuam a ser disputadas neste ano, dentro do Campeonato Paraense de Remo, que também é apoiado pela Seel, e terá a próxima prova no dia 21 de junho, também com chegada à Estação das Docas.

 

Texto: Dedé Mesquita - Ascom/ Seel

Fotos: Thiago Araújo - Secom/ Agência Pará 

Tags: