Seel apoia o Campeonato Aberto Brasil de Xadrez em Belém

 

A titular da Secretaria de Estado Esporte e Lazer (Seel), Renilce Nicodemos, recebeu na manhã de quarta-feira (20) a visita do presidente da Associação de Enxadristas de Belém (ASSENBEL), Lauzeniro Andrade, convidando-a para o Campeonato Aberto Brasil de Xadrez 2015, que será realizado no hotel Regente, salão Ariramba, em Belém, de 5 a 7 de junho. O convite foi especial para que a secretária participe fazendo entrega da premiação aos ganhadores.

O Aberto Brasil classifica sempre dois jogadores para as semifinais do Campeonato Brasileiro. A pré-inscrição já conta com 62 participantes, e a Federação de Xadrez do Pará (FEXPA) disponibiliza o site, www.leoncioleao2015.wordpress.com/inscricoes/, contendo todas as informações sobre o campeonato para quem ainda deseja participar e ainda não fez sua inscrição.

Em Belém, jogadores costumam se reunir na sorveteria Cairú, na Estação das Docas, todas as sextas-feiras e sábados, a partir das 18 horas, não somente os veteranos como também quem está iniciando a prática. “Nossa equipe da – ASSENBEL-, é como um grande grupo de amigos que se reúne para jogar e fomentar a prática em nossa cidade. Não precisa levar o tabuleiro, nem as peças, basta comparecer com toda boa vontade de aprender”, disse Lauzeniro, que agradeceu à secretária e espera contar com a presença dela no Aberto em junho.

O xadrez estimula o raciocínio lógico ativando a concentração, desenvolve a tomada de decisões, aguça a memória, trabalha a paciência, demanda a capacidade de planejamento, aumenta a autoconfiança, exige responsabilidade, instiga a imaginação, a versatilidade e ainda proporciona o respeito ao adversário.

O aconselhável à prática é que seja na infância, mas não existe idade certa para o aprendizado. O que se sabe, na verdade, é que na Melhor Idade auxilia na prevenção do Mal de Alzheimer.

Com 16 peças por jogador e 64 quadrados por onde avançar, um jogo de xadrez permite, em teoria, um número de jogos possíveis, superior ao de átomos no universo, algo que para o jogador reflete o seu poder didático e expande para a sua vida.

 

Texto e foto: Nilde Gomes - Ascom/ Seel

Tags: