Tranquilidade marca partida que atraiu mais de 12 mil torcedores para o Mangueirão

Mais de 12 mil torcedores foram ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, para assistir ao jogo do Paysandu contra o Atlético-PR pela Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira, 17. O placar de 0 a 0 determinou a realização da segunda partida na próxima quarta-feira, 24, às 19h30, no estádio Durival Brito, em Curitiba, no Paraná. O Paysandu precisa vencer ou empatar com gols para conseguir avançar na Copa do Brasil. Já o Atlético Paranaense precisa apenas de uma vitória para se garantir.

No meio da torcida, mais de 600 policiais militares faziam a segurança dentro e fora do estádio. Nas praças de alimentação no entorno e dentro do Mangueirão, o Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa), da Secretaria Municipal de Saúde, fazia o controle da comercialização da comida vendida e não encontrou nenhuma irregularidade.

O Detran, Corpo de Bombeiros e a Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém (Amub) trabalharam em conjunto durante o jogo para melhorar o fluxo de veículos no estacionamento e na Rodovia Augusto Montenegro. “Uma festa bonita sem graves ocorrências. Sempre trabalhamos com bastante antecedência para que tudo aconteça na maior tranquilidade. Hoje podemos vir ao estádio com nossas famílias sem preocupação alguma”, disse o titular da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Vitor Miranda.

Para a diretora do Mangueirão, Claudia Moura, o trabalho em conjunto é o principal. “Sem a grande integração que temos das secretarias estaduais e até municipais, o trabalho visando a segurança e o conforto do torcedor não seria bem executado”, comentou. Oito anos depois, Paysandu e Atlético Paranaense se enfrentaram e desta vez, no gramado do Mangueirão. O jogo desta quarta, válido pela 3ª rodada da Copa do Brasil, aconteceu devido a eliminação do Naviraiense, que foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva pela escalação irregular de um jogador na fase anterior da competição.

Liandro Brito - Ascom/Seel