Surfistas realizam manobras no segundo dia de Surf na Pororoca

Foto: Eliseu Dias / Agência Pará

No segundo dia do Surf na Pororoca, considerado o maior evento esportivo e cultural de São Domingos do Capim, no nordeste paraense, os surfistas e o público ficaram na expectativa para apreciar mais um dia de espetáculo. O efeito do encontro das águas do oceano com as do rio durou cerca de 8 minutos – tempo que os surfistas tiveram para aproveitar o Rio Capim.

O fenômeno da natureza atrasou cerca de meia hora, porém, deixou vários surfistas satisfeitos. De acordo com o participante do evento e presidente da Associação Brasileira de Surf na Pororoca, Noélio Sobrinho, o nível e a força da onda foram bem impactantes. “A onda foi muito boa e com uma correnteza forte, onde deu pra praticar várias manobras”, comemorou.

Se muitos surfistas estavam participando do evento pela primeira vez, outros já sabiam o que esperar do rio Capim. É o caso do atleta Marcelo Bibita, que surfa nas ondas da Pororoca, há 16 anos. “A cada ano as ondas se mostram mais consistentes. Hoje, a pororoca se manifestou melhor do que os outros anos. Foi surpreendente e supriu todas as minhas expectativas”, ressaltou.

A programação esportiva na capital da Pororoca, continua com o ritual “AUERA-AURA”, que será realizado, hoje, no Mirante do Barriga, às 20h. O ritual tem como objetivo, invocar pedidos de proteção à natureza, para que os surfistas realizem manobras perfeitas nas águas do rio Capim, que este ano, contará com uma iluminação especial, com refletores potentes. Além disso, os surfistas vão adaptar nas pranchas, stand-up paddle, longboards e luzes de Led.

Luana Valente - Ascom / Seel

Data: 02/04/2014