Sistema de Segurança terá cerca de 1.500 homens atuando no RexPa no domingo

Foto: Claudio Santos - Agência Pará. 

Foi realizada na manhã desta quinta-feira, 13, a última reunião preparatória integrada para o serviço de policiamento e segurança que atuará na partida envolvendo as equipes de Remo e Paysandu, no primeiro jogo válido pelas finais do Campeonato Paraense de 2014 – Taça Cidade de Belém, que será realizado no domingo, 16, no Estádio Olímpico do Pará – o Mangueirão. 

Da reunião, promovida pela Polícia Militar, participaram representantes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Secretaria de Economia de Belém (Secon), Vigilância Sanitária, Associação dos Ambulantes e organizadores das torcidas organizadas de ambos os clubes.

Ao todo, 35 viaturas e 1.500 militares farão o policiamento no domingo, sendo 970 homens específicos para o evento, que estarão sob o comando do tenente coronel Antonio Cavalcante, e os demais para a atuação na cobertura externa e das áreas adjacentes, os quais contarão ainda com o apoio dos Comandos da Capital e Região Metropolitana, de Missões Especiais e de Policiamento Especializado da PM.

As principais recomendações da PM para os que desejam prestigiar o evento esportivo são: a compra antecipada dos ingressos, a chegada ao Mangueirão com pelo menos uma hora e meia de antecedência, a fim de se evitar aglomerações e tumulto para o acesso às dependências do estádio e o ânimo de torcedor que vai para incentivar seu time e não para provocar problemas, praticar ou estimular a violência.

Segundo o comandante do Policiamento de Campo da Polícia Militar, coronel Antônio Cavalcante, para este jogo será realizada uma logística de segurança diferenciada. “A operação montada para este jogo partirá do princípio em que cada órgão já tem em mente a atividade que irá desenvolver decorrente da experiência adquirida em jogos com este mesmo perfil. Se cada entidade cumprir a sua missão, no final, teremos um retorno positivo”, explica.

Preparativos

Durante a reunião ficou definido que o esquema de segurança para o Re x Pa vai disponibilizar um efetivo de 960 Policiais Militares, que irão atuar na segurança interna e externa do Mangueirão, viaturas fazendo ronda ostensiva e cavalaria atuando nas vias de acesso ao estádio. A operação contará também com 130 homens do Corpo de Bombeiros, 120 agentes da Guarda Municipal e 110 do Centro de Formação e Acompanhamento (CEFAP).  Além disso, o reforço da segurança conta com policiais civis e unidades de Juizados Especiais do Tribunal de Justiça do Estado (TJE) para julgar possíveis casos que possam aparecer durante o jogo.

Para evitar qualquer tipo de transtorno no tráfego de veículos ao Mangueirão, e não dificultar a ida e volta ao estádio, 30 agentes do Detran e 26 da Semob irão atuar com equipes de motociclistas fazendo ronda nos portões e em vias de acesso próximas ao Estádio, como as avenidas Almirante Barroso e Júlio César e as rodovias Augusto Montenegro e Transmangueirão.

A entrada do público será realizada pelos portões A1 e B1. A torcida organizada do Clube do Remo terá acesso pelo portão A2, e a do Clube do Paysandu será feita pelo portão B2. Os ambulantes que atuarão durante o jogo devem entrar no estádio de 11h às 13h, pelo portão B3, vestidos com a camisa e portando crachá e a pulseira de identificação.

Trinta e cinco mil ingressos serão disponibilizados para o primeiro jogo da final do primeiro turno do Campeonato Paraense e começarão a ser vendidos a partir desta sexta-feira, 14, no Estádio da Curuzu, na sede social do Paysandu, na Federação Paraense de Futebol e no Centro Esportivo da Juventude (Ceju), somente no dia do jogo. As vendas de ingressos do estacionamento serão antecipadas.

Luana Valente - Ascom/Seel

Leno Carmo - Ascom/PM