Sexta edição do Desafio do Marajó é lançada e traz novidades

 

A sexta edição do Desafio do Marajó, uma prova que testa os limites e a resistência de ciclistas, em um percurso que cobre a distância entre as cidades de Cachoeira do Arari e Soure, através dos campos na ilha do Marajó, foi lançada na noite desta segunda-feira, 3, em Belém.

O VI Desafio do Marajó será disputado nos dias 15 e 16 de novembro, com saída às 6 horas, da cidade de Cachoeira do Arari, num percurso de 140 quilômetros, até Soure. Este ano, a organização apresentou algumas novidades que aprimoraram ainda mais a prova. Um dos novos pontos é a disputa de uma trilha de 40 quilômetros, no segundo dia da prova. Assim, os ciclistas que ainda não estiverem bem preparados para a prova principal podem participar desta etapa.

Outra novidade é a criação de mais um ponto de hidratação para os atletas. Os postos dos quilômetros 40 e 80 continuam mantidos e o novo será mais próximo do final da prova. “No ano passado, nossa preocupação foi com o transporte dos atletas. Como conseguimos resolver bem esse quesito, voltamos a atenção para a hidratação dos ciclistas, já que desejamos dar também mais conforto a eles”, disse João Vicente Penha, coordenador do evento (na foto, ao microfone).

Nesta quinta-feira, dia 6, haverá uma reunião na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) sobre as providências a serem tomadas para o evento. Estarão presentes representantes de apoiadores do Desafio do Marajó, como as Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel), de Saúde (Sespa), Corpo de Bombeiro e Polícias Civil e Militar.

O secretário de Estado de Comunicação (Secom), Daniel Nardin (na foto acima à direita), esteve presente no lançamento. A Secom também é uma das apoiadoras do evento. “Percebemos que é grande o interesse local, nacional e até internacional dos ciclistas por essa prova. Estamos apoiando com a divulgação e faremos a cobertura. Vejo o Desafio como mais uma forma de alavancar e divulgar o turismo de esporte no Pará”, enfatizou o secretário.

Preparativos - No lançamento, foi divulgado que a viagem de ida para a ilha do Marajó será na noite de quinta-feira, dia 13, e a volta no dia 16, em balsa fretada especialmente para o evento. Para quem vai fazer a prova completa, a inscrição dá direito à camisa oficial da competição, transporte do competidor e da bicicleta (de Camará a Cachoeira do Arari, na ida, e de Soure a Camará, na volta), jantar no dia 15 (com pernoite na fazenda Cueiras), café da manhã no dia 16 (na mesma fazenda), medalha e pulseira para os que completarem a prova, serviços de hidratação e alimentação nos postos de apoio e apoio e resgate durante a prova.

Os vencedores da prova, que é disputada em duplas, ganham bicicletas, pulseiras e medalhas artesanais - estas, confeccionadas por integrantes de uma associação de moradores do Marajó - e todos ganham certificados de participação na prova. O encerramento será na praia do Pesqueiro, em Soure, em meio a uma grande festa.

Muitos ciclistas já estão em plenos preparativos para o Desafio do Marajó. Ana Otávia é uma delas e está empolgada. “Eu até tinha dito que não iria neste ano, mas quando foi se aproximando a data, eu decidi ir. É a quinta vez que participo. E para quem nunca foi, eu digo que é uma prova difícil, desgastante, mas que será uma experiência inesquecível. E quem quiser, eu posso passar umas dicas”, disse, sorrindo, a atleta.

O empresário Sérgio Batista tem a mesma opinião de Ana Otávia. “Eu costumo dizer que essa prova beira o desumano. Tem que ter muita força e determinação para chegar ao final dela, mas as recompensas são imensas”, afirmou.

Serviço: 

As inscrições para o VI Desafio do Marajó ainda podem ser feitas pelo site www.desafiodomarajo.com, pelo e-mail financeiro@desafiodomarajo.com e outras informações podem ser obtidas pelo número (91) 98063-6622.

 

Dedé Mesquita - Ascom/ Seel

Foto: Carlos Sodré - Agência Pará de Notícias