Segurança do jogo entre Remo e Paysandu terá 800 policiais militares

Remo e Paysandu voltam a se enfrentar neste sábado (20), a partir das 18h30, no Estádio Olimpico do Pará, o Mangueirão, pelo Campeonato Paraense de Futebol. Cerca de 800 policiais militares fazem a segurança do evento esportivo, que tem o patrocínio e apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Diversos órgãos públicos executam o esquema já usado nas últimas partidas, com grande expectativa de público. Os tribunais itinerantes do Tribunal de Justiça do Estado (TJE) serão mantidos. A Polícia Civil, com a Delegacia Móvel, também faz parte da ação de segurança aos torcedores.

Para organizar o fluxo da torcida, os portões serão abertos às 16 horas. Antes disso, todo o policiamento já estará disposto. “Estamos fazendo planejamento para um público de 40 mil pessoas. Se a torcida for menor, o trabalho será melhor, mas temos tudo esquematizado para garantir a segurança do torcedor”, diz o tenente coronel do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Leão Braga.

A torcida do Remo deve entrar no Mangueirão pelos portões A, enquanto a torcida do Paysandu, pelos portões B. Segundo decisão do Ministério Publico Estadual e Polícia Militar, as torcidas organizadas dos dois times estão proibidas de entrar no estádio olímpico uniformizadas ou com qualquer outro material que enalteça o time. A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) também faz parte da ação, com equipes médicas nos dois ambulatórios do Mangueirão.

Liandro Brito - Ascom/Seel