Seel inicia o pagamento dos valores do programa Bolsa Talento

 

A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) começou, nesta quinta-feira (2), a repassar aos atletas beneficiados os recursos do programa Bolsa Talento, desenvolvido pelo Governo do Estado. Nos próximos 12 meses, o programa repassará aos atletas contemplados cerca de R$ 2 milhões. Os valores são depositados nas contas pessoais de cada atleta contemplado.

São oferecidas 180 bolsas, sendo 143 para atletas olímpicos e não olímpicos, 31 para atletas paraolímpicos PCD (Pessoa com Deficiência) e seis para técnicos. Os valores referentes aos meses de julho e agosto estão sendo pagos desde esta quinta-feira, e os referentes ao mês de setembro serão pagos a partir de 10 de outubro. O valor mensal de cada uma das 59 bolsas estaduais é de R$ 679,12, e das 121 nacionais é de R$ 1.018,67/mês.

O programa Bolsa Talento contempla esportistas de alto rendimento, que tenham obtido resultados relevantes em competições locais, nacionais e internacionais. O biênio 2014-2015 se refere aos resultados que constam do ranking de 2012. A lista dos contemplados foi divulgada pela Seel no Diário Oficial do Estado, no último dia 4 de julho.

São 137 atletas de Belém, 12 de Barcarena, 10 de Ananindeua, seis de São Domingos do Capim, quatro de Abaetetuba, três de Santa Izabel do Pará e Ulianópolis, dois de Rondon do Pará e uma de Paragominas.

O coordenador do Departamento Técnico da Seel, Luiz Haroldo Silva, que gerencia o programa Bolsa Talento, destacou que não há pagamento retroativo no programa, e que o período corresponde a 12 meses.

Determinação - O velocista do Clube Imperial, Luiz Gonzaga Reis, 22 anos, é um dos atletas contemplados pelo Bolsa Talento pelo terceiro ano consecutivo. Ele é especialista nas provas de corrida de 400 m rasos e nas provas de média distância, de 800 m e 1500 m. Atualmente, Luiz está sem técnico, mas treina sozinho no Parque Estadual do Utinga, para disputar o Campeonato Norte e Nordeste 2015 de Atletismo, que será realizado em Recife (PE).

Luiz recebe a bolsa estadual do programa. Ele diz que o valor pode não ser o ideal, mas ajuda a buscar as medalhas e melhorar suas marcas. “Sei que o valor da bolsa não é muito, mas me ajuda bastante. No meu caso, mesmo que eu não recebesse essa ajuda, eu continuaria a correr e competir, porque também é uma questão de saúde”, ressaltou.

Ranking - A análise dos atletas que receberão os valores referentes ao ranking de 2013 será feita nos meses de novembro e dezembro deste ano. Nessa etapa, a lista de nomes de potenciais contemplados será repassada à Seel pelas federações de cada modalidade.

O programa Bolsa Talento foi criado pelo Governo do Estado em 2000, e é administrado pela Seel, que se baseia nos dados dos rankings dos atletas encaminhados à Secretaria pelas federações para selecionar os atletas beneficiados.

 

Dedé Mesquita - Ascom SEEL