Seel dá início a preparativos para a 17a. edição do Surfe na Pororoca

 

O campeonato de surfe na pororoca volta a ser organizado, este ano, pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), em parceria com a Associação Brasileira de Surfe na Pororoca (Abraspo). A próxima edição do torneiro, a de número 17, será entre os dias 19 e 22 de março, em São Domingos do Capim, nordeste do Pará. Nesta sexta-feira (20), assessores da Seel fizeram uma visita técnica ao município para ultimar os preparativos do evento.

A visita ocorreu em meio ao Campeonato Regional de Surfe na Pororoca, promovido pela prefeitura local, e que ocorre no município, no rio Capim, desde quinta-feira (19). Muitos surfistas da região e membros da Abraspo domaram a grande onda, que ocorreu às 13h45 de sexta-feira. “Estamos com muita esperança que este ano tenhamos grandes ondas aqui no rio Capim. A que vimos agora há pouco não é das maiores, mas já traz uma ideia do que podemos esperar daqui a um mês”, disse o surfista Noélio Sobrinho, presidentes da Abraspo.

Os técnicos da Seel foram recebidos pelo prefeito de São Domingos do Capim, Alberto Yoiti Nakata, e assessores. A secretaria levou o plano de trabalho do evento e convidou o prefeito para uma reunião na Seel, em Belém, na próxima segunda-feira (23). A prefeitura solicitou que, além de levar o campeonato novamente ao município, o governo do Estado também ofereça serviços à população local, como orientações sobre a Nota Fiscal Cidadã, da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefa), emissão de documentos e esclarecimentos sobre o Cheque Moradia, entre outras ações sociais.

Quem for a São Domingos do Capim prestigiar o evento vai poder apreciar o fenômeno da natureza em um ponto estratégico, o Mirante do Barriga, às margens do rio Capim, considerado o melhor lugar para observar a onda, além de acompanhar de perto o desempenho dos surfistas.

Na cidade, para atender aos surfistas, foi selecionado o salão paroquial, que servirá como base para cozinha e restaurante para os atletas. No local também serão feitos o congresso técnico do evento e o lançamento do livro “Auêra-Auara - A História do Surfe na Pororoca”, projeto da Abraspo, com idealização de Noélio Sobrinho.

Recorde - Noélio diz que, este ano, pretende que seja quebrado o recorde de surfistas sobre a onda radical. Serão 100 atletas da região e do Brasil. “Além desse recorde que esperamos nos leve a figurar no Guiness Book, vamos ter surfe à noite”, afirma. “Além disso, já fomos acionados pela produção do programa ‘CQC’, de rede de televisão Band, e é grande a possibilidade que tenhamos um programa especial sobre o campeonato”, informa.

O surfista Nayson da Costa, 16 anos (foto abaixo), natural de Salinas e atual campeão paraense de surfe na pororoca, foi um dos que encararam a grande onda nesta sexta-feira. O adolescente surfa desde os 9 anos de idade e participa das competições em São Domingos do Capim há sete. “Para mim, já é natural subir na prancha e domar essa onda. Sempre estou por aqui e já conheço os macetes de como obter bons resultados. Espero que este ano o campeonato volte ao brilho habitual”, frisa.

Em 1999, em uma primeira ação da recém-criada Seel, o surfe na pororoca passou a constar do calendário de eventos da secretaria. Há 17 anos ocorre o Campeonato de Surfe na Pororoca, no qual surfistas, a comunidade e a Prefeitura de São Domingos do Capim se unem para promover o esporte e o turismo de aventura. Outras informações sobre o 17º Campeonato de Surfe na Pororoca podem ser obtidas no site da Seel, www.seel.pa.gov.br.

 

Texto: Dedé Mesquita - Ascom/ Seel

Fotos: Thiago Araújo - Agência Pará de Notícias