Seel apoia atletas paraenses que disputam o UFC em Santa Catarina

   
 Na foto: Iarde Santos, Yuri Marajó Alcântara, o treinador de jiu-jítsu Alcenir Lima e Michel Trator dos Prazeres. Na foto: Iarde Santos, Michel Trator dos Prazeres e Yuri Marajó Alcântara. 

Os paraenses podem torcer com mais garra no próximo sábado (18), ao assistir pela televisão o “UFC on FX 8”, que ocorre em Jaraguá do Sul, Santa Catarina. É que três lutadores paraenses fazem parte do torneio internacional de Ultimate Fighting Championship (UFC), que pela primeira vez não é na região Sudeste do Brasil. O evento será transmitido pelo canal fechado FX.

Para participar das lutas, os paraenses receberam o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), com passagens, hospedagem e alimentação. “Esse apoio é importante demais. Fazemos questão de entrar na luta com a bandeira do nosso Estado”, diz o treinador de jiu-jítsu Alcenir Lima. Iarde Santos, Yuri Marajó Alcântara e Michel Trator dos Prazeres vão levar o nome do Pará para o mundo e mostrar a qualidade técnica esportiva dos lutadores paraenses.

É a primeira vez que Iarde participa de uma competição com o apoio da Seel. Yuri vai para a sexta luta no UFC com o apoio da secretaria. Michel Trator dos Prazeres também luta pela primeira vez com o apoio do Estado e busca o cinturão pela categoria até 71 quilos. A equipe viaja na madrugada desta terça-feira (14) para o Sul.

“O UFC é a copa mundial do Mixed Martial Artes (MMA). Para o atleta estar lá, tem de ter um treinamento bem preparado, e o apoio da Seel garante o preparo do atleta”, afirma Alcenir Lima. “Agradecemos muito ao governo do Estado e à Seel por este apoio”, finaliza.

Os treinos ocorrem na academia Body Tech. “Essa é mais uma parceira e apoio que vêm dando certo entre a Seel e o atleta paraense. Conhecemos o trabalho destes lutadores, como o Yuri Marajó, e não podemos negar que eles levem o nome do nosso Estado ao mundo e mostrem que no Pará investimos e temos uma boa cultura esportiva”, comentou o secretário da Seel, Marcos Eiró.

Liandro Brito - Ascom/Seel