Remo e São Francisco empatam no Mangueirão

Com a boa fase dos dois times, no Campeonato Paraense - 2013, Remo e São Francisco proporcionaram um bom espetáculo a todos que compareceram no Mangueirão, na noite de segunda-feira (4), apesar do público subtraído e sem a manifestação do chamado fenômeno azulino.

O Remo, líder da competição, com16 pontos, não conseguiu manter os 100% de aproveitamento diante do Leão Santareno, que somou 11 pontos e já selou a terceira vaga na semifinal do primeiro turno.

1º tempo/20h:30

O São Francisco, até os 4 minutos, foi mais expressivo e logo rendeu trabalho ao Leão da Capital, com Elielton, que invadiu a defenciva remista e, com forte chute forçou Fabiano a evitar o primeiro o que seria o primeiro gol da partida.

O Remo deu seu primeiro chute contra a área defenciva do adversário somente aos 8 minutos.

O jogo paracia edquilibrado, ate que aos 16 minutos Val Barreto acerta a trave, com belo chute. Daí adiante O Clube do Remo foi totalmente envolvido pelo domínio de bola do adversário. E, aos 28 minutos, foi vez de Levy, de fora da área, mais uma vez, forçar Fabiano se esticar todo para evitar que a bola entrasse sedendo escanteio para equipe mocoronga. Foi então que aos 32 minutos o Leão da Capital abriu o placar do Mangueirão. Jáder, goleiro do São Francisco, não conseguiu segurar o chute de Val Barreto e Rodrigo Guerra não disperdiçou e marcou 1 para o time da casa. Mas a vantagem do Remo durou até aos 35 minutos, quando Boquinha, bem colocados na pequena área, aproveitou e empatou o jogo.

O dois leões, até o final do primeiro tempo, se digladiaram fazendo do jogo um grande espetáculo, mas não passaram do 1 a 1.

No intervalo, os torcedores interagiram com a equipe técnica do Mangueirão e foram agraciados com suas fotos postadas no placar eletrônico e com informações de utilidade pública que a SEEL, através da Diretoria do Estádio Olímpico do Pará, dispõem a todos os espectadores, como: 2 ambulatórios médicos e 1 delegacia itinerante, além de todo aparato de Segurança Pública que permancem dentro e fora do Mangueirão.

2º tempo:

O Remo voltou para o jogo modificado, entraram Ramón (estreiante) e Jhonnatan nos lugares de Edilsinho e Nata. Porém, o Leão Santareno mostrou-se superior, envolvendo a fera adversária com um futebol caprichoso. Mas, aos 12 minutos, o Remo voltou a se antecipar no placar, na falha do São Francisco, permitindo que o atacante azulino, Fábio Paulista, desfilace na sua zaga, marcando 2 a 1.

O São Francisco também teve seu momento de alteração: saiu Rodrigão para a entrada de Ricardinho, e mesmo atrás no placar a fera mocoronga continuou com postura de ataque diante do adversário, e, aos 20 minutos teve seu goleiro vencido pelo chute de Levy numa cobrança de falta.

O São Francisco mostrou-se mais presente em campo, e, se vendo acoado, o time da casa tratou de substituir Val Barreto por Leandro Cearense, aos 33 minutos.

O jogo foi até os 49 minutos e o placar não mudou: Remo 2, São Francisco tabém 2.

Apresentação

Clube do Remo: Fabiano, Mauro, Zé Antônio e Carlinho Rech, Rodrigo Guerra /Leandro Cearense, Nata /Jhonnatan, Gerônimo, Edilsinho/Ramón e Diego Ratinho, Fábio Paulista e Val Barreto.Técnico: Flávio Araújo.

São Francisco: Jader; Levy/Sidvan, Aldair, Thalys e Jaquinha; Boquinha, Diego Carioca, Jeferson (Kiko) e Caçula; Rodrigão/Ricardinho e Elielton. Técnico: Osvaldo Monte Alegre.

Cartões amarelos

Remo: Rodrigo Guerra, Nata, Edilsinho e Diego Ratinho

São Francisco: Caçula

Árbitro: Nadilson Souza

Assistentes: Hélcio Araújo e Alessandro Guerra

Quarto Árbitro: Raimundo Campelo

Público: 8.083

Pagantes: 5.820

Credenciados: 2.263

Renda: R$ 73.589,00

Marco Souza - Ascom/Seel