Projeto Vida Ativa orienta idosos sobre osteoporose e educação alimentar

O projeto Vida Ativa na Terceira Idade, conduzido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), em parceria com o Projeto Viva Mais, realizado pelo Hospital Abelardo Santos, em Icoaraci, promoveu nesta terça-feira (20), palestras para cerca de 90 idosos. O assunto abordado foi osteoporose, doença que afeta os idosos e que consiste no enfraquecimento dos ossos, ocasionando muitas vezes fraturas. Além disso, houve também palestra sobre reeducação alimentar e manuseios de frutas.

O palestrante Luis Figueiredo, nutricionista e professor de Educação Física, disse que é gratificante poder ajudar no processo, tanto do informativo sobre a osteoporose, como na reeducação alimentar dos idosos. “O trabalho é muito importante para esse público específico. São pessoas idosas e na sua maioria são carentes de serviço público e de informações, e estamos conseguindo mudar essa realidade”, disse.

Elza Souza, 67 anos, que participa do Vida Ativa há uma década, falou sobre a importância das palestras em mostrar coisas que afetam diretamente a sua vida. “Esses esclarecimentos são muitos importante. Na nossa idade, é corriqueiro aparecerem doenças e as palestras do Vida Ativa fazem com que a gente se previna”, concluiu.

Os eventos não param por aí. A coordenação do Vida Ativa na Terceira Idade programou outros dias de palestras e esclarecimentos:

22/11 (quinta-feira).
Local: Tuna Luso Brasileira. Horário: às 15h

29/11 (quinta-feira)
Local: Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão)
Horário: às 15h

Ascom Seel