Paratleta de Karatê ganha medalha em competição internacional

O paratleta Manoel Adelino Borges Junior, 22 anos, ficou em 3º lugar no Open de Karatê Arnold Classic Brasil 2013 (America Latina) realizado no Rio de Janeiro. Ele é atleta do projeto Bolsa Talento, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e foi o primeiro faixa preta de Karatê surdo do Pará.

Manoel tem apenas 2% de audição. Ele teve Meningite com quatro meses de vida. “Sua cabeça era encostada no ombro e seus braços e pernas eram tortas. Sofremos muito e batalhamos em tratamentos. Ele conseguiu superar e hoje é um lutador”, diz a mãe, Simone Borges.

Ele começou a lutar aos nove anos e já passou por diversos esportes, mas foi no Karatê que decidiu seguir a carreira esportiva. Em setembro de 2012 Manoel ficou em 3º lugar no World Deaf Martials Arts Championships, realizado na Venezuela. Em 2011 ganhou uma medalha de ouro e outra de bronze no Brasileiro de Karatê, realizado no Rio de Janeiro.

Depois de ganhar essas medalhas apareceu na mídia local em Belém e chamou a atenção dos técnicos da Seel. “Entraram em contato com a gente informando sobre o projeto Bolsa Talento. Na competição da Venezuela a Seel ajudou bastante com este projeto. É muito importante para ele”, diz a avó.

Graduado em designer gráfico, Manoel luta atualmente na Associação Kouri de Artes Marciais, em Ananindeua. “Agradeço em primeiro lugar a Deus, à Seel e à equipe Karatê Kouri por tudo, porque eu estava parado de treinar há seis meses. Voltei a treinar e um mês depois consegui a medalha de bronze”, escreveu Manoel para a entrevista.

Liandro Brito - Ascom/Seel