Paratleta da Seel ganha medalhas em campeonato internacional

O paratleta velocista Bruno Lins, 28 anos, foi medalha de prata nos 400 metros e medalha de bronze nos 100 metros no Open Championship – Brazilian Athletics and Swimming, em São Paulo, no último dia 25 de abril. Há um ano, ele é atleta do programa Bolsa Talento, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Graças ao processo, Bruno recebe apoio financeiro com passagens, hospedagem e alimentação para competir em diversos Estados. “Agrademos muito pelo apoio da Seel. Se não fosse este programa, o Bruno já tinha parado de competir”, disse a mãe do atleta, Socorro Lins.

Eles estiveram nesta quinta-feira (2) na sede da Seel para informar sobre a vitória do Bruno e pedir o apoio para outra competição, que ocorre em junho: a primeira Etapa Brasileira de Atletismo do Circuito Loteria/ Caixa, da qual que ele também vai participar, em São Paulo.

Bruno Lins conseguiu superar as dificuldades de locomoção para se tornar atleta paraolímpico brasileiro. “Ele teve paralisia cerebral ao nascer. O atestado de óbito chegou a ser feito no hospital, mas ele sobreviveu”, relembra a mãe. Bruno só começou a andar aos 10 anos. Em 2007, cursava recursos humanos quando soube que havia uma vaga na equipe dos Jogos Universitários Brasileiros.

“Pedi e insisti a minha mãe para participar. Foi em São Paulo. Das duas vagas para paralisia cerebral, havia ainda uma disponível. Fiquei feliz em poder competir e não parei mais desde esse dia”, contou. Atualmente, o paratleta cursa a segunda graduação e se forma, no fim do ano, em educação física. “Recebo acompanhamento e incentivo de todos os técnicos da Seel”, reconhece.

Liandro Brito - Ascom/Seel