Paraenses são eleitos os melhores do mundo no boxe em 2014

Os paraenses Isaac Rodrigues e Ulysses Pereira foram eleitos pela Federação Mundial de Boxe (World Boxing Federation) os melhores boxeador e treinador de 2014, respectivamente, em notícia divulgada nesta quinta-feira, 22, pela entidade.

No caso de Isaac, a escolha foi devido à vitória por nocaute obtida no dia 3 de dezembro do ano passado, durante a disputa do título dos Pesos Médios contra o mexicano José Pizon, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia (foto acima, com Ulysses à esquerda). O boxeador, natural da cidade de Mocajuba, região do Baixo Tocantins, tem Ulysses Pereira como treinador. A disputa do cinturão teve o apoio do governo do Estado, por meio das Secretarias de Esporte e Lazer (Seel), Comunicação (Secom) e Saúde (Sespa), além do patrocínio do Banco do Estado do Pará (Banpará).

Com essa escolha, Isaac Rodrigues passa a figurar em um ranking que traz verdadeiras lendas do boxe mundial, onde já estão Daniel Venter (África do Sul), em 2103; Marco Antonio Rubio (México), em 2012; Michael Grant (EUA), em 2011; Evander Holyfield (EUA), em 2010; e William Gare (África do Sul), em 2009. Já o treinador Ulysses Pereira entra para uma lista que elenca nomes como Juan Carlos Contreras (México), em 2013; Alan Toweel (África do Sul), em 2012; e Dirk Dzemski (Alemanha), em 2013.

Apesar do histórico respeitável, Isaac começou 2014 quase esquecido, mas se recuperou de forma surpreendente, terminando o ano como campeão mundial na categoria Peso Médio, até 76 quilos, e como lutador do ano pela WBF. Tudo mudou depois que ele derrotou o também mexicano Eduardo Tercero na disputa do cinturão dos super-médios WBF Latina, em maio de 2014. Quando campeão mundial WBF Bernard Donfack recusou uma oferta para se aventurar ao Brasil, Isaac voltou sua atenção para a sua divisão inicial - de 76 quilos -, parando Pinzon por nocaute. Isaac precisou perder cerca de 20 quilos para chegar até o peso exigido pela categoria.

Ulysses Pereira dispensa apresentações. Ficou conhecido nacionalmente como o treinador de Acelino ‘Popó’ Freitas, que inclusive esteve presente na vitória de Isaac em Belém. Pereira tem a sua própria academia de boxe em Belém desde 1995, fechando duas décadas de trabalho árduo e instrumental que impulsionou a vitória de muitos boxeadores nacionais e internacionais.

 

Dedé Mesquita - Ascom/ Seel

Foto: Sidney Oliveira - Agência Pará de Notícias