Oficinas do projeto Biizu levam conhecimento audiovisual aos indígenas

Em paralelo à programação esportiva dos IV Jogos Tradicionais Indígenas do Pará, foram promovidas duas oficinas do projeto Biizu, uma iniciativa da Diretoria de Comunicação Popular da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom).

As oficinas ministradas foram de fotografia, com Diana Figueroa, e de audiovisual, com Gilberto Mendonça. A oficina ministrada pela professora em Diana buscou informar aos indígenas sobre a existência da fotografia e a proporcionar a eles um primeiro contato com essa arte.

Na primeira aula, a professora Diana mostrou aos indígenas algumas fotografias da cultura indígena tiradas nas atividades dos Jogos, para então, dar início aos conceitos básicos da fotografia.

Já Gilberto levou os alunos para que eles próprios fizessem suas imagens das atividades dos Jogos (foto acima). A oficina reuniu 21 indígenas de diferentes povos. Das 15 etnias participantes dos IV Jogos Tradicionais Indígenas, apenas os Munduruku, os Kayapó, os Parakanã e os Guarani participaram.

Muitos indígenas têm domínio das tecnologias atuais. Muitos têm celulares modernos, tablets, câmeras fotográficas amadoras e profissionais. Quase todos os povos têm um membro encarregado de fazer imagens das competições.

As oficinas audiovisuais do projeto Biizu têm como objetivo proporcionar as primeiras imagens feitas pelos indígenas, para manter viva suas tradições locais, e manter essa troca de experiência entre eles.

Texto: Ascom\ Seel
Foto: Sidney Oliveira – Agência Pará de Notícias