Obras no gramado do Mangueirão chegam à segunda fase

Dois editais da modalidade “tomada de preços” da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), com vistas às obras de reforma do Estádio Olímpico do Pará, Mangueirão, foram publicados no Diário Oficial do Estado e em um jornal de grande circulação de Belém, nesta quinta-feira, dia 10.

 As obras em questão são as de reforma e recuperação do telhado do estádio e de serviço de instalação elétrica de alta complexidade. Para as duas obras, é necessária uma visita técnica ao estádio: para a primeira obra, a visita será no dia 23 de julho (quarta-feira) e para a segunda, no dia seguinte, dia 24. Empresas interessadas devem acessar o site www.sead.pa.gov.br (link Compras Pará) para obtenção do edital.

Gramado - As obras no gramado do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) estão na segunda etapa. O gramado antigo já foi totalmente retirado e a área já está disponível para que se dê início aos trabalhos de substituição da argila que estava no local anteriormente.

Esta fase atual consiste na instalação do sistema eletrônico de irrigação. Antes, porém, é necessário que o terreno seja preparado para receber o sistema de tubos que farão a irrigação do gramado, o que já foi feito. A superfície será nivelada por uma máquina a laser que foi trazida pela empresa Green Gramados Esportivos, que está fazendo as obras do gramado, do estado de Minas Gerais, sede da empresa. Quando isto ocorrer, o sistema eletrônico de irrigação será instalado.

Os tubos de irrigação serão nivelados e, posteriormente, serão colocados 15 centímetros de argila especial chamado Top Soil. Esta camada também será nivelada a laser para corrigir os desníveis e falhas na superfície. Só então a grama do tipo Bermuda Celebration, que é certificada pela FIFA, será colocada.

As obras de reforma do estádio Mangueirão começaram no início de junho, logo após o término das partidas do campeonato paraense de futebol. As obras começaram pelo gramado, mas preveem reformas também nas instalações elétricas, no telhados, a implementação de um novo sistema de monitoramento eletrônico e novas catracas. A conclusão das obras está prevista para outubro deste ano.
 

Dedé Mesquita

Assessoria de imprensa da Seel

Foto: Eunice Pinto/ Agência Pará de Notícias