Novo gramado do estádio Mangueirão começa a ser colocado

 

 

 Um momento há muito aguardado pelos torcedores de futebol paraenses chegou: o novo gramado do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) começou a ser colocado no campo de futebol na manhã desta quinta-feira, dia 24.

O Mangueirão está em obras desde o início de junho deste ano e uma atenção muito especial está sendo dada ao gramado, que não recebia uma reforma significativa há alguns anos. Há duas semanas, todo ao antigo gramado foi retirado e o espaço de prática do futebol começou a ser preparado para a reforma.

No início das obras foi detectada a presença de um microrganismo que estava prejudicando o solo. Um herbicida muito potente foi aplicado no solo para sanar o problema. Após essa fase, cerca de 15 centímetros de altura do antigo material foi retirado. Na semana passada, um novo solo especial, chamado Top Soil, foi colocado no local e recebeu nivelamento com uma máquina a laser.

Com o solo nivelado, uma camada de adubação foi o próximo passo. No final da tarde de quarta-feira, 23, os caminhões trazendo a nova grama chegaram ao estádio e as primeiras ‘mantas’ de grama começaram a ser plantadas.

Essa grama é chamada de Bermuda Celebration e é certificada pela Fifa. Cada rolo de ‘manta’ dessa grama pesa 700 quilos. Ao todo são 10 mil metros quadrados de grama, que foram trazidos em pacotes de 25 rolos de grama por cada caminhão. Esses metros quadrados de grama contemplam o gramado oficial de 105 X 68 centímetros e as chamadas ‘áreas de escape’, que ficam nas laterais do gramado e atrás das traves.

Para David Lins, um dos sócios da empresa Green Gramados Esportivos, de Minas Gerais, que ganhou a licitação para as obras do gramado, o Mangueirão terá um dos melhores campos das regiões Norte e Nordeste do Brasil. “A grande vantagem de Belém é o seu clima. Esse tipo de grama precisa de muita luz e água, o que aqui temos em abundância. E esses fatores serão determinantes para que esse gramado seja um dos melhores do Brasil”, afirmou.

O empresário salientou ainda que a estrutura arquitetônica do Mangueirão favorecerá o crescimento e a beleza do gramado. “Ao contrário da arena de futebol de Manaus, no Amazonas, por exemplo, este estádio do Mangueirão tem uma abertura bem maior em sua cobertura, o que faz com se tenha mais incidência dos raios solares. Para nós, com a grama que usamos aqui, quanto mais luz melhor”, considerou.

No próximo sábado, dia 26, todo o gramado já estará plantado. Em dez dias, a grama já estará totalmente enraizada. Em 20 dias, haverá uma nova adubação e em 30 dias, será feito o primeiro corte da nova grama. Durante esse período de tempo, o gramado será molhado diariamente, pelo sistema de irrigação eletrônico que está implantado, mesmo que chova. O gramado só poderá receber partidas de futebol num prazo entre 60 e 90 dias.

Visitas - Nesta quinta-feira também, o Mangueirão recebeu a visita de quatro empresas paraenses que se habilitaram a uma visita técnica com vistas às obras de reforma do telhado do estádio, cujo edital de licitação foi lançado pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) há duas semanas. Na quarta-feira, dia 23, foi realizada a visita técnica das empresas que se habilitaram à reforma das instalações elétricas de alta complexidade do estádio.

As obras de reforma do estádio Mangueirão preveem ainda a instalação de monitoramento de vigilância eletrônica, nova pintura e a implementação de novas catracas eletrônicas. A previsão da entrega das obras completas é na segunda quinzena de outubro deste ano.

Dedé Mesquita - Assessoria de imprensa da SEEL