Jogo entre Remo e Brasiliense marca entrega do novo gramado do Mangueirão

 

O Estádio Olímpico do Pará receberá no próximo domingo, 28, o jogo entre Clube do Remo e Brasiliense (DF), válido pelas oitavas de final da série D do Campeonato Brasileiro. Este será o primeiro jogo sediado após as obras de troca do gramado e dos sistemas de irrigação e drenagem, promovidas pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). No dia 1º de outubro, às 20h30, ocorrerá uma partida pela Copa do Brasil sub-20, entre Clube do Remo e Goiás.

As obras foram iniciadas dia 9 de junho, sob responsabilidade da empresa Green Gramados Esportivos, de Belo Horizonte (MG), vencedora da licitação realizada pela Seel. A entrega das obras ocorreu antes do previsto, mas dentro do prazo estipulado. A grama implantada é do tipo Bermuda Celebration, a mesma utilizada nas arenas da Copa do Mundo 2014, e é certificada pela FIFA.

Etapas - O gramado antigo foi totalmente retirado, na altura de 15 centímetros, para a troca do solo, que foi substituído por um novo, do tipo Top Soil, e foi nivelado para que pudesse receber a nova cobertura. O nivelamento foi feito a laser. Uma máquina apropriada para esse serviço percorreu todos os pontos do campo, e o dispositivo, instalado onde seria demarcado o círculo central, identificava os locais nos quais era necessário o nivelamento para mais ou para menos. A grama foi transportada em caminhões refrigerados, para manter a qualidade do material até a chegada a Belém.

David Lins, um dos sócios da Green Gramados Esportivos, ressalta a antecedência na entrega da obra. “O cronograma está adiantado em relação aos dois meses estipulados, a partir do plantio da grama para entrega do gramado, em pelo menos uma semana”, disse David. Mas o empresário destaca que o Mangueirão não poderá receber outros jogos até dezembro deste ano. O motivo é o tempo de maturação do gramado, necessário para que a grama se adapte ao solo, clima e tipo de adubação, para que o crescimento das raízes ocorra satisfatoriamente. O tempo previsto para isso é de seis meses.

A diretora do Mangueirão, Cláudia Moura, ressalta a importância da manutenção após a entrega do gramado. “A intenção da titular da Seel, Renilce Nicodemos, é contratar uma empresa para capacitar nossos colaboradores a fazerem essa manutenção que o gramado requer após a conclusão”, destacou. Ela destaca que as obras no Mangueirão continuam, envolvendo pintura interna e externa e revitalização do sistema elétrico.

Serviço:

Clube do Remo e Brasiliense se enfrentam neste domingo, 28, às 15h30, no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) pela série D do Campeonato Brasileiro 2014. Ingressos a R$ 40,00 (arquibancada) e R$ 80,00 (cadeiras).

 

Dedé Mesquita e Fábio Natel - Ascom Seel

Foto: Adriana Pinto - Ascom Seel