Idosas do Programa Vida Ativa vivem noite especial no Baile das Flores

 

Na noite desta quinta-feira, 22, trinta mulheres participantes do Programa Vida Ativa na Terceira Idade, do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), viveram uma noite inesquecível no Baile das Flores, uma festa de debutantes para idosas acima de 60 anos, realizada no salão social da Assembleia Paraense. Trinta e cinco cadetes do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba) conduziram as debutantes pelo salão, apresentando-as aos cerca de 350 convidados que estiveram presentes à festa, e dançaram a tradicional valsa com elas.

Esta é a oitava edição do baile, uma das múltiplas atividades do programa Vida Ativa, que atende idosos, mulheres e homens, em sete polos espalhados em Belém e Icoaraci. Antes da entrada no salão, era possível ver no rosto de algumas a ansiedade e a emoção de estarem vivendo aquele momento.

A entrada das idosas foi acompanhada pela exibição de um vídeo com as fotos de cada uma, seguido pela execução da valsa. A debutante Flora Penha, que é cantora e frequenta o projeto há três anos, disse que estava muito emocionada. “Fazer parte do Vida Ativa é a melhor coisa que posso fazer pelo meu bem estar, pois quando vou para o projeto me sinto bem, gosto de participar das atividades”, ressaltou, destacando a atenção dos organizadores do evento.

A noite foi de dupla celebração para Ivete Santa Rosa, que completou 60 anos na noite da festa e estava vibrando com isso, desde que tomou conhecimento da data do evento. Alegria também para Joana Trindade, de 77 anos, a debutante mais velha do grupo, e para Cacilda da Fonseca, de 51 anos, que é portadora de necessidades especiais e foi uma das mais animadas da noite porque gosta muito de dançar.

Ao final da cerimônia, a coordenadora do projeto Vida Ativa, Kátia Rocha, falou da sua satisfação em ver as idosas felizes por poderem festejar esse momento junto aos familiares e amigos, e destacou a ampliação do programa para o interior do Estado. “Já implantamos o Vida Ativa em Ponta de Pedras e Santarém, sempre com o apoio integral das prefeituras locais. Ficamos felizes em ver que o programa do qual cuidamos e para o qual trabalhamos com tanto carinho, está dando bons frutos. Acredito que a nossa missão é essa, a de restaurar a saúde e a autoestima desses idosos”, avaliou a coordenadora.

Atualmente, cerca de duas mil pessoas, acima de 60 anos são atendidas pelo programa Vida Ativa nos sete polos da capital, localizados na sede da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado (Asalp), no Clube do Remo, no estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), na sede do Grêmio Literário Português, no hospital Abelardo Santos, e nas sedes sociais do Clube dos Advogados e Tuna Luso Brasileira.

O projeto visa melhorar a autoestima e a qualidade de vida dos idosos, além de ampliar o grupo social deles, com atividades como hidroginástica, ginástica, dança, xadrez, memorização, caminhadas, voleibol e alongamento. Qualquer pessoa acima de 60 anos pode participar do projeto, que é oferecido gratuitamente à população.

Confira outras fotos do evento aqui:

www.seel.pa.gov.br/

Dedé Mesquita
Secretaria de Estado de Esporte e Lazer