I Corrida e Caminhada da Paz fazem alerta para o combate às drogas e à pedofilia

 

Os três primeiros lugares no masculino da I Corrida da Paz, realizada na manhã deste domingo, 26, totalizando um percurso de dez quilômetros, com largada e chegada no Portal da Amazônia, são velhos conhecidos e amigos e se revezam nos pódios em corridas pelo Brasil afora.

O maranhense Carlos do Nascimento, morador de Bela Vista, no Tocantins, terminou a corrida em primeiro lugar, com o tempo de 30 minutos e 39 segundos. Ele foi seguido por Fabiano Gomes dos Santos, com o tempo de 30’ 41”, e por Adelson Alves, com 31’ 06”. No feminino, a grande campeã foi a paraense, do município de Ulianópolis, Elivânia Oliveira dos Santos, com o tempo de 35’32”. A segunda colocada foi Risonete Moura (35’50”) e a terceira foi Edna Maria Silva (36’07”).

A I Corrida e Caminhada da Paz foi uma promoção da Associação dos Servidores da Polícia Federal (ASPF-PA), com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), e da Prefeitura de Belém, via Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Sejel), além da Belém Night Run. O evento é aferido pela Federação Paraense de Atletismo (Fepat), filiada à Confederação Brasileira de Atletismo (Cbat).

A prova tem por finalidade estimular a prática esportiva e combater a pedofilia e as drogas, chamando a atenção para as ações de combate a esses dois problemas que têm crescido nos últimos anos, e que são bandeiras da atuação da Polícia Federal em todo o território nacional.

Os participantes percorreram dez quilômetros, saindo do Portal da Amazônia (sentido Rua dos Mundurucus), às 6 horas; voltaram pelo Portal (sentido rua do Arsenal); e seguiram pela Rua do Arsenal; Rua de Óbidos; Rua Ângelo Custodio; Avenida Almirante Tamandaré (no sentido interno); Rua Dr. Assis, Passagem Carneiro da Rocha; Rua do Arsenal; orla de Belém, até o pórtico de chegada.

A titular da Seel, Renilce Nicodemos Lobo, acompanhou a corrida. Ela enfatizou a parceria com a ASPF-PA no combate às drogas e à pedofilia. “Sabemos que drogas não combinam e nunca irão combinar com uma vida saudável. Nosso esforço é o de combater esse problema e ajudar a afastar os jovens desse submundo. Da mesma forma, buscamos sempre apoiar iniciativas que combatam esse crime terrível que é a pedofilia. Queremos, sim, um mundo bem melhor para os nossos jovens, utilizando o esporte como instrumento de inclusão e promoção da cidadania ”, reforçou.

Para Elias Rego, vice-presidente da ASPF-PA, o evento representou a concretização de um sonho antigo. “Essa é a nossa primeira corrida e conseguimos mais de 1.500 inscritos, o que nos deixou muito felizes. Nossa intenção é continuar esse trabalho, e transformar essa corrida num evento que ultrapasse as fronteiras do estado do Pará”, afirmou.

Premiados - Os primeiros lugares, tanto no masculino, quanto no feminino, além das medalhas a que fizeram jus, receberam cheques no valor de R$ 1.500,00. Os segundos colocados receberam R$ 1.000, 00 e os terceiros, R$ 800,00.

Também foram premiados os grupamentos das Forças Armadas que participaram da I Corrida da Paz. Em primeiro lugar ficou o grupamento do Exército Brasileiro; em segundo, a Aeronáutica, e em terceiro, os oficiais do Centro de Treinamento Almirante Braz de Aguiar (Ciaba).

Elivânia Oliveira, de 34 anos, vencedora na categoria feminina, é uma velha conhecida das corridas de fundo no Pará e no Brasil. A atleta corre há 15 anos, e sempre é vencedora nas disputas. “Meu treino é forte, e em Ulianópolis. Tento sempre dar o melhor de mim, mas as cobranças aumentam e eu só penso em fazer mais pelo meu Estado”, disse a atleta.

Já Carlos do Nascimento, que corre há 11 anos, comemorou a primeira vitória dele em corridas em 2015. “Foi uma corrida forte, e tive três grandes concorrentes, pessoas com quem já cruzei em outras disputas, e nós nos revezamos nos primeiros lugares. Foi uma disputa acirrada, tanto que venci por apenas dois segundos de Fabiano (Gomes)”, relembrou o atleta.

 

Veja mais foto em: http://seel.pa.gov.br/?q=drogas-e-pedofilia-s%C3%A3o-alvos-de-campanha-na-corrida-da-paz

Texto: Dedé Mesquita - Ascom/ Seel

Foto: Claúdio Santos - Agência Pará de Notícias