Gramado do Mangueirão recebe novo sistema de drenagem

A segunda fase das obras de troca do gramado do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) continua em andamento. O gramado antigo já foi totalmente retirado e colocada uma nova camada de argila. Agora estão sendo implantados os sistemas de irrigação e drenagem.

O sistema é composto por sete válvulas ligadas a trinta pontos dos quais a água sairá. Estes pontos são chamados de aspersores ou rotores. Válvulas acionam automaticamente os rotores. Os pontos nos quais cada rotor ficará já estão demarcados. Há uma camada de areia com classificação entre fina e média, segundo a granulometria, e o terreno será nivelado por uma máquina a laser.

Após este nivelamento, ocorrerá o plantio do gramado, e a máquina de nivelamento a laser identificará a quantidade de areia necessária em cada ponto do campo, retirando os desníveis que houver. Nesta semana começa o plantio da grama, da marca Bermuda Celebration, que é certificada pela Fifa. Esse tipo de grama não é produzido no Pará e chegará a Belém em caminhões refrigerados para evitar as mudanças bruscas de temperatura.

Dedé Mesquita - Assessoria de imprensa da SEEL