GP de Atletismo deixa legado de incentivo à cidadania através do esporte

Um dos destaques do Grande Prêmio Caixa Governo do Pará de Atletismo, em Belém, foi a participação das crianças e adolescentes do Pro Paz, programa do Governo do Estado que incentiva a cidadania, proteção de direitos e a cultura de paz junto às crianças e jovens paraenses. Eles foram convidados a carregar as bandeiras dos 25 países representados por atletas na competição, durante a cerimônia que marcou a abertura oficial do evento, neste domingo, 6, no Estádio Olímpico do Pará.

Foto: Eiró destaca inclusão social, através do esporte durante abertura do GP (Rodolfo Oliveira/Ag.Pará)
 
Na ocasião, o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, fez questão de ressaltar a importância do programa, que tem sido um grande parceiro da Seel na realização de ações de inclusão social e de incentivo ao esporte no Estado. “Esses meninos e meninas são o futuro do esporte no Pará, portanto é preciso cuidar dessa potencialidade desde já”, enfatizou, em seu pronunciamento de boas vindas ao público e aos atletas do GP Belém.
 
No último sábado, 5, a valorização da cidadania através do esporte também já havia sido tema da conversa entre o titular da Seel e a atleta Maurren Maggi. Eiró convidou a campeã olímpica no salto em distância – que também faturou o ouro neste domingo em Belém -, a apoiar as ações do Pro Paz no Pará. Maurren Maggi aprovou a iniciativa e disse que esse condão social da prática esportiva é um de seus maiores estímulos nas competições.
Foto: Maurren Maggi foi o grande destaque o GP de Atletismo em Belém (Eunice Pinto/Ag.Pará)  
 
Um dos exemplos mais recentes dos bons resultados obtidos com a parceria Seel/Pro Paz foi visto durante o Campeonato Paraense de Futebol deste ano. Promovida pelo Governo do Pará, por meio do Programa Pro Paz, com apoio das Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Comunicação (Secom), e também da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), a Copa Pro Paz proporcionou a 160 meninos atendidos pelo programa a oportunidade de treinar nas categorias Sub 12 e Sub 15 dos três clubes mais tradicionais do Pará.
 
A Copa surgiu da cláusula social que foi inclusa no contrato assinado entre as equipes e a Confederação Paraense de Futebol, entidade organizadora do Parazão. A ação envolveu alunos dos quatro polos do Pro Paz nos Bairros, que compreende os bairros do Guamá, Terra Firme e Mangueirão, e o município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém. Ao final, um grupo de 33 garotos atendidos pelo Pro Paz foram selecionados para treinar nas categorias de base de Remo, Paysandu e Tuna. 
Ascom/SEEL