Final do Campeonato Paraense de futebol terá segurança reforçada

Foto: Com expectativa de estádio lotado, a segurança do jogo terá esquema especial. (Agência Pará)

O Comando de Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar, divulgou na manhã desta sexta-feira (11) o esquema de Segurança Pública que será aplicado neste domingo, 12, durante a partida final do Campeonato Paraense de futebol, entre Remo e Cametá, no Estádio Olímpico do Pará – Mangueirão, em Belém. Mais de mil homens dos órgãos de segurança do Estado e do município trabalharão. O esquema funcionará a partir das 9h da manhã nas imediações e na parte interna do estádio.

Segundo o sub-comandante do CPC, tenente-coronel Simão Salim, só a PM utilizará 750 homens, 35 viaturas, 24 cavalos e 4 cães, que serão somados ao efetivo da Polícia Civil, que trabalhará na delegacia instalada dentro do Mangueirão, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Bombeiros, Guarda Municipal de Belém, Secretaria Municipal de Economia, Coordenadoria Especial de Ordem Pública, além do Juizado de Menores e Conselho Tutelar.

“É um esquema que conta com a integração de todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública paraense, além dos parceiros do município de Belém. Todo o efetivo estará distribuído desde as 9 horas da manhã nas imediações do estádio, que vai da Almirante Barroso até o Tenoné, e da Júlio César até a Mário Covas. As áreas mais distantes estarão policiadas com viaturas, e as áreas mais próximas com viaturas táticas. Na área interna do Mangueirão teremos o policiamento montado, com cães e a patrulha em pé”, explicou Salim.

Foto: O acesso ao estádio só será permitido após revista pessoal, que será feita pelos policiais. Serão cumpridas todas as normas determinadas pelo Estatuto do Torcedor. (Agência Pará)

O sub-comandante ressaltou que o acesso ao estádio só será permitido após revista pessoal, que será feita pelos policiais. De acordo com ele, serão cumpridas todas as normas determinadas no Estatuto do Torcedor, bem como a proibição de entrada de recipientes de vidro no interior do estádio ou em um raio de 5 quilômetros do espaço. “Além disso, fica proibida a entrada de bebida alcoólica e recipientes que não sejam de plástico, do anel para dentro do estádio. Qualquer tipo de material explosivo também não é permitido e, caso seja detectado, o torcedor será encaminhado para a delegacia, onde prestará esclarecimentos”.

A Polícia recomenda aos torcedores que assistirão a final neste domingo que entrem no estádio com pelo menos uma hora de antecedência, evitando tumultos. “O que geralmente acontece é que o torcedor fica fora do estádio consumindo bebida alcoólica, e decide entrar meia-hora antes do jogo, o que geralmente acaba em tumulto, quando às vezes entram torcedores que não têm ingressos. Isso deve ser evitado, pois nós precisamos respeitar a lotação do estádio. Se o torcedor entra com antecedência, não terá problemas para assistir ao jogo”, recomenda o tenente-coronel.

Thiago Melo - Secom/Agência Pará