Federações obtêm esclarecimentos sobre edital do Bolsa Talento

A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) fez nesta quinta-feira, 12, reunião com os presidentes de federações e entidades para esclarecer sobre o processo seletivo de cotação dos resultados do Edital nº 1/ 2015, do programa Bolsa Talento, destinado aos atletas, para-atletas, técnicos e guias, que obtiveram resultados expressivos em 2013. O incentivo será regulado mediante as condições estabelecidas pelo edital, já publicado no Diário Oficial do Estado, no mês passado.

A reunião foi presidida pelo diretor técnico da Seel, Luiz Haroldo, que tirou as dúvidas das federações e entidades presentes. Em seguida, o técnico Nizomar Carneiro, da comissão de avaliação do Bolsa Talento, repassou os tópicos do edital. “A reunião foi positiva para acertar as regulamentações e o questionamento iniciais. Esse encontro já é decorrente de uma sessão pública de conhecimento, assegurada no site da própria secretaria”, disse Nizomar.

“Aquelas entidades que não compareceram nesta reunião ou que ainda não obtiveram conhecimento do edital, apesar de terem sido convocadas publicamente, ainda têm chances de participar da seleção. Isso demonstra o compromisso da secretaria. De uma melhor forma, queremos mostrar a transparência dos procedimentos adotados, por meio de normas legais”, continuou. “É bom dialogar com as federações e entidades, aceitando as ideias que aqui estão sendo consideradas, para a construção de políticas públicas voltadas ao esporte”, finalizou o técnico.

Das 37 federações contempladas no programa Bolsa Talento, 18 compareceram, entre elas as de atletismo, boliche, capoeira, ciclismo, futsal, judô, caratê, artes marciais, kung fu, lutas estilo livre, muay thay, natação, nado sincronizado, remo e tênis de mesa, além das federações de Desportos Estudantis e de Desportos Universitários .

O presidente do Centro Educacional de Triatlo (Cetri), Manoel Almeida, acrescentou que foi muito proveitosa a reunião, principalmente no caso da entidade que ele preside, pois está ligada a uma federação que passa por um processo de transição. “Gostaria de saber se essa transição na federação poderia interferir na ajuda que o atleta Wendell Cruz recebe pelo Bolsa Talento. Hoje, ele está 17 anos, morando em Portugal, em um centro de treinamento de triatlo, se preparando para competições internacionais”, questionou.

“Wendell era um menino carente do bairro do Curió Utinga, e agora é o oitavo colocado no ranking da Confederação Brasileira de Triatlo. Esse feito só foi possível,por meio do alto desempenho dele e de excelentes resultados reconhecidos pelo programa Bolsa Talento”, concluiu. A documentação dos atletas candidatos ao Bolsa Talento deve ser encaminhada pelas federações à Seel no período de 23 a 27 deste mês. O edital para o biênio 2015-2016 pode ser consultado no site www.seel.pa.gov.br.

 

Texto e foto: Nilde Gomes - Ascom Seel