Escola de Surf e Amazônia WakeSurf agitam o final de semana em Mosqueiro

O Projeto Escola de Surf na Pororoca, fruto de uma parceria entre a Associação Brasileira de Surf na Pororoca (Abraspo) e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), será levado à ilha de Mosqueiro, neste final de semana, oferecendo uma opção de lazer a mais no veraneio para crianças e adultos. Monitorados por instrutores de surf da Abraspo, os participantes da atividade aprendem noções que vão desde a preparação da prancha até o posicionamento e realização de manobras sobre ela. O projeto tem como finalidade divulgar e incentivar a prática desse esporte, além de estimular principalmente crianças e jovens a introduzir as atividades físicas na programação do recesso escolar. Veja mais fotos, clique aqui!

No ultimo fim de semana, as atividades da Escola de Surf foram levadas à ilha de Algodoal e atraíram mais de cem participantes. A ação, que alia o entretenimento à educação, movimentou a praia da Princesa e promete agitar a praia do Farol neste sábado,21, e domingo, 22, onde também acontece o Amazônia Wakesurf, um super evento de esportes radicais que reúne competições de skate, wakeboard, wakesurf, kitesurf, corrida de jet sky e canoagem. O presidente da Abraspo, Noélio Sobrinho, ressalta que este é o eventomais radical já promovido na região. "É uma grande pedida para quem pretende curtir a ilha de Mosqueiro neste fim de semana, pois dará aos veranistas a oportunidade de acompanhar vários esportes radicais que vem fazendo sucesso principalmente entre o público jovem. E o apoio da Seel foi fundamental para que pudéssemos realizar essa programação", comentou.

O titular da Seel, Marcos Eiró, destaca que o órgão também está presente em varios balneários do Estado levando lazer e esporte à população. Segundo ele, mais de 100 pessoas, entre turistas e moradores das áreas de balneário que recebem as atividades do projeto Escola de Surf, já partiparam das oficinas. A Seel estuda agora a possibilidade de incentivar ainda mais essa prática esportiva com a doação de pranchas. "Temos um projeto de doar 200 pranchas de surf para crianças e jovens que praticam o esporte mas não tem condições de adquirir o equipamento”, explicou. Marcos Eiró também enfatizou que o apoio da Seel ao Amazônia WakeSurf mostra o compromisso do Estado em apoiar as mais diferentes modalidades esportivas e também de garantir o lazer saudável e seguro dos veranistas nas praias paraenses. Prova disso é a ampla programação de atividades físicas que estão sendo promovidas com a orientação de profissionais da área em vários balneários ”.

Antenor Filho – SECOM/Ag. Pará